Ascom PC-AL Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Material apreendido

Cinco pessoas suspeitas de fabricar e vender anabolizantes ilegalmente foram presas na sexta-feira (23) durante uma operação envolvendo policiais civis da Delegacia de Narcóticos (DNARC), Tático Integrado de Grupos de Resgate Especial (Tigre), Asfixia e policiais militares do Batalhão de Policiamento de Guarda (BPGD)  em cumprimento a mandados de prisão e de busca e apreensão, expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

A ação, que teve a participação também de policiais civis do Departamento de Combate ao Crime Organizado (DRACO) de Pernambuco, ocorreu nas cidades de Maceió e Recife, e teve a coordenação do delegado Gustavo Henrique, titular da DNARC.

Entre os presos, um casal de fisiculturistas outros três homens. Os policiais também apreenderam uma grande quantidade de substâncias anabolizantes e de outras dezenas de materiais utilizados na produção e distribuição desses produtos.O casal de fisiculturistas, sendo o homem de 25 anos e a mulher de 26 anos, foi preso no bairro do Benedito Bentes, em Maceió, na casa de parentes. Eles eram os responsáveis pela compra de produtos para a fabricação dos anabolizantes, onde em seguida, eram vendidos para os consumidores, dentre eles, frequentadores e professores de academia de musculação.

No apartamento do casal, localizado no Condomínio Artemísia, no Feitosa, os policiais encontraram a maior quantidade dos materiais apreendidos na operação, ficando constatado que lá funcionava um laboratório para a fabricação dos produtos por eles comercializados.

Com outros dois homens, sendo um de 27 anos e outro de 26 anos, os policiais encontraram grande quantidade de anabolizantes e de substâncias destinadas à sua fabricação. Essas prisões ocorreram, respectivamente, no Condomínio Racine, no bairro São Jorge, em Maceió, e no bairro Jardim São Paulo, em Recife.

No bairro de Pajuçara, foi preso um homem de 27 anos, em razão de mandado de prisão, por supostamente, comercializar ilegalmente anabolizantes, em conluio com as demais pessoas presas. Durante a abordagem policial nenhum material ilícito foi encontrado em sua posse.

Ao final da operação, todos os presos encontrados em Maceió foram levados para a DNARC para adoção das medidas cabíveis.

*Com Ascom PC-AL