Foto: Reprodução / Internet Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Sérgio Noronha

Morreu nesta sexta-feira, aos 87 anos, o jornalista Sérgio Noronha, ex-comentarista que trabalhou durante muitos anos na TV Globo e na Rádio Globo. Ele sofria do Mal de Alzheimer e estava internado há 10 dias no Hospital Rio Laranjeiras, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio de Janeiro, onde sofreu uma parada cardíaca.

A informação foi confirmada pelo Retiro dos Artistas e pelo amigo Arnaldo Cezar Coelho, companheiro de trabalho de longa data do comentarista e que o ajudava a se manter na instituição que abriga artistas idosos em dificuldade financeira. Ele não tinha parentes próximos no Rio.

Torcedor do Vasco, Noronha teve uma pneumonia no Retiro dos Artistas e ficou internado sete dias no CTI do hospital. Na última quinta-feira, ele foi transferido para o quarto, mas passou mal e teve uma parada cardíaca. Ainda não há informações sobre velório e enterro.

Galvão Bueno, que dividiu a cobertura dos jogos da Copa do Mundo de 1982 na Espanha com Sérgio Noronha, fez um agradecimento público ao amigo:

– A imprensa brasileira perdeu um dos grandes nomes de toda a sua história. Eu, pessoalmente, perdi um grande amigo e um mestre. Faço sempre questão de frisar a parceria que fiz com Sérgio Noronha na Copa do Mundo de 82 na Espanha na Rede Globo. Ali, aprendi muito. Noronha me ensinou a ser um profissional mais completo e uma pessoa humana muito melhor. Que Deus o receba com muito amor e muito carinho, "Seu Nonô".

Ex-comentarista de arbitragem da TV Globo, Arnaldo Cezar Coelho se emocionou ao lembrar do amigo:

– Perdi um amigo (chora). Conheci Seu Nonô quando ele jogava futebol na Urca na década de 60. Ele era o cara que sentava no paredão e ficava me pressionando quando era juiz. Ali conheci ele. Depois ele foi para o Jornal do Brasil, Rádio Globo... A vida toda foi meu companheiro, um parceiro de vida toda de frequentar a minha casa.