Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A deputada federal Tereza Nelma garantiu emendas no valor de 700 mil reais para a prevenção e combate à hanseníase em Alagoas, que serão efetivadas durante o ano de 2020. Durante todo o ano de 2019 a deputada articulou, junto ao Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase- Morhan, nacional e alagoano, medidas para capacitar os profissionais de saúde e intensificar as campanhas preventivas no estado.

Do total da emenda, 500 mil reais serão destinados para a Universidade Estadual de Ciência da Saúde de Alagoas — Uncisal, para estruturação da Unidade de Atenção Especializada em Saúde, dedicado a implantação da Linha de Cuidado de Hanseníase no Estado de Alagoas. O Morhan Nacional receberá os demais 200 mil reais, que auxiliará no custeio de serviços e assistência hospitalar e ambulatorial para as pessoas com hanseníase em todo Brasil.

A deputada reforça que é preocupante o número de casos de hanseníase em Alagoas. Tendo em vista que, dados da Secretaria de Saúde de Alagoas revelam que, de 2014 a 2018 foram diagnosticados 1.642 casos. “Estou destinando essa emenda com o propósito de estruturar essa rede de atendimento básico e gratuito em Alagoas, e que a população possa contar com uma Unidade de referência para prevenção, detecção e tratamento da hanseníase em Alagoas. Já que uma média de 60% dos casos em Alagoas são diagnosticados tardiamente, quando os pacientes já apresentam graves sequelas. Muitas vezes pela dificuldade de diagnosticar a doença, que tem sintomas confundíveis com outras doenças de pele. Isso precisa acabar”, afirma Tereza Nelma, autora da lei municipal que instituiu o Janeiro Roxo em Maceió, dedicado à conscientização, controle e diagnóstico da hanseníase na capital.

Congresso iluminado com a cor roxa

Aderindo ao janeiro roxo, o Congresso Nacional está iluminado de roxo, referenciando a campanha nacional de combate e prevenção à hanseníase. É uma forma de chamar a atenção da sociedade para o elevado índice detectado no país. O Brasil ocupa a 2ª posição do mundo, entre os países que registram casos novos, perdendo apenas para a Índia.

A lei municipal nº 6.757, de 2018, de autoria de Tereza Nelma enquanto vereadora por Maceió, também determina que, a critério do gestor municipal, prédios públicos da capital devem receber iluminação com luzes na cor roxa. Além da promoção de palestras e atividades educativas, e veiculação de campanhas de mídia.