Foto: Ascom Semas
Jovens receberam certificados durante solenidade que teve a presença do prefeito Rui Palmeira.

Com o objetivo de atuar na sensibilização sobre a importância do turismo para o desenvolvimento socioeconômico da cidade, bem como despertar o interesse de crianças e adolescentes pela história de Maceió e os seus principais pontos turísticos, o Projeto Turismo do Saber, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel), vem desde 2016 atuando em três diferentes modalidades: Turismo do Saber na Escola, voltado para alunos da Rede Municipal de Ensino; Turismo do Saber Social, que trabalha com jovens assistidos por programas da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas); e Turismo do Saber Profissional, que atende aos profissionais do segmento turístico, entre empresas privadas e instituições públicas.

No Turismo do Saber Social, o projeto desenvolve parcerias com instituições privadas para ofertar cursos nas áreas de gastronomia, informática, turismo e hotelaria para os jovens entre 14 e 18 anos das unidades de acolhimento institucional e Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) da Semas.

Durante a solenidade de premiação do Turismo do Saber 2019, realizada no Teatro Deodoro, na manhã desta quarta-feira (22), seis jovens do Serviço de Convivência da Semas receberam cerificados de conclusão de curso ministrados pelo Senac.

De acordo com secretário-adjunto da Semas, Henrique Alves, os cursos acontecem através de uma parceria do Senac com o Turismo do Saber Social, e a Semas já vem colhendo os frutos desse projeto. “Já contamos com mais de 300 usuários do SCFV integrados à iniciativa e estamos muito satisfeitos com o resultado. O objetivo é mostrar o foco turístico da cidade e incentivar os jovens a trabalhar nessa área”, ressaltou.

Ainda segundo Henrique, além dos cursos, o Turismo do Saber Social conta com palestras e passeios durante todo o ano pelos atrativos da cidade, com o objetivo de promover a inclusão social por meio do turismo, estimulando a aproximação dos jovens com a história de Maceió.

O estudante Donglê Oliveira, de 19 anos, é assistido pelo Serviço de Convivência do Juvenópolis e foi um dos jovens que concluiu o curso de informática básica no ano de 2019. Para Donglê, receber o certificado de conclusão do curso representa uma mudança significativa para o início da jornada profissional. “Eu adorei fazer o curso, porque vai abrir as portas para mim no mercado de trabalho. Estar qualificado vai me garantir sair na frente e eu tenho certeza que tudo vai dar certo, estou confiante e muito grato”, comemorou o estudante.

Os cursos disponibilizados para os adolescentes foram os de Informática Básica, Tortas Finais, Tortas Quentes e Recepcionista, e as unidades contempladas foram os núcleos do Serviço de Convivência do Juvenópolis, Caic Ufal, Lar São Domingos e o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Terezinha Normande.

Ludmylla Xavier / Ascom Semas