Crédito: Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Defensoria Pública

A Defensoria Pública do Estado, por meio da defensora Lidiane Monteiro, conseguiu a liberação de um homem preso no dia 12 deste mês, após ser baleado e confundido com um assaltante, em Marechal Deodoro.

Conforme a defensora pública Lidiane Monteiro, o assistido pegou um táxi na cidade, sem saber que o veículo havia sido roubado e o condutor estava em fuga. Pouco depois, foi surpreendido pela abordagem da Polícia Militar e ficou no meio do tiroteio entre os supostos assaltantes e a polícia.

O rapaz foi baleado e encaminhado ao Hospital Geral do Estado (HGE). Ele teve a prisão em flagrante decretada, por suposta participação no roubo e sequestro do taxista – já que estava no veículo no momento da abordagem policial.

“A família do rapaz nos procurou desesperada. Ele pegou um táxi ao sair do trabalho e se viu no meio dessa situação. O assistido não fazia ideia que o veículo estava nas mãos de assaltantes”, explica Lidiane Monteiro.

No pedido de liberdade, a defensora pública demonstrou não haver motivo para a manutenção da prisão do rapaz e ressaltou que a vítima, que conseguiu fugir do táxi antes que o rapaz entrasse no transporte, não o teria reconhecido como participante de crime.

Após ouvir a defesa, o magistrado decidiu pela concessão de liberdade provisória ao assistido.

 

*Com Ascom Defensoria