Foto: Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Equipes da Seminfra e Sudes desobstruindo as galerias de drenagem na Rua Riachuelo.

Equipes de manutenção de galerias de drenagem da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra)  foram até as ruas Riachuelo, no bairro do Trapiche, em Maceió, para desobstruir os poços de visitas e bocas de lobo, que estavam abarrotados de resíduo descartado irregularmente nas vias públicas.

Segundo a Seminfra, esse tem sido um problema constante em Maceió e que tem causado muitos transtornos para a própria população e prejuízos aos cofres públicos. “Poderíamos estar atuando em melhorias nas nossas redes, em vez de investir tempo em algo que poderia ser evitado”, explicou o coordenador geral de Drenagem, da Seminfra, Esdras Maia Nobre.

Os trabalhos começaram nesta quarta-feira (22) e só devem ser concluídos na quinta-feira (23). “Estamos realizando o serviço juntamente com equipes da Sudes (Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável) e pedimos a população que não deixe ninguém jogar resíduos nas ruas, pois o prejuízo é para todo mundo”, afirmou o coordenador.

Somente nesta localidade, a Sudes recolhe cerca de 50 toneladas de resíduos, por dia de serviço. A Superintendência realiza a limpeza quinzenalmente. O descarte de resíduos em vias públicas ou áreas verdes é uma irregularidade passível de multa, conforme prevê o Código Municipal de Limpeza Urbana. Sancionada no ano passado pelo prefeito Rui Palmeira, a legislação estabelece valores que vão de R$ 120,00 a R$ 30 mil de acordo com a gravidade do caso.

As multas são válidas para o cidadão e para empresas flagradas. Além de evitar o descarte irregular, a população também pode colaborar por meio de denúncias para punir infratores. Basta ligar para 0800 082 2600 ou enviar fotos e vídeos pelo Whatsapp 98802-4834.

*com Ascom