Foto: Divulgação Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Reunião aconteceu nesta terça-feira (21)

Após reunião com a Secreta de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), nesta terça-feira (21), os policiais civis decidiram manter a paralisação das atividades. Segundo o Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol), a proposta apresentada pela categoria, que cobra a valorização por meio do aumento do piso salarial, não foi aceita pelo governo do Estado.

“Não foi aceita a proposta da média nacional do piso salarial dos policiais civis. O secretário (da Seplag), Fabrício Marques apresentou uma contraproposta de reestruturação do plano de carreira", disse o presidente do Sindpol, Ricardo Nazário.

A categoria irá se reunir com diretores de delegacias para tratar sobre o que foi discutido com a Seplag. As definições devem ser apresentadas aos policiais civis na próxima segunda-feira (27).

A paralisação dos policiais civis iniciou na segunda-feira (20). De acordo com o Sindpol, agentes e escrivães recebem atualmente o pior piso salarial da Segurança Pública.

Com a paralisação mantida, quase todos os serviços nas delegacias distritais, regionais e especializadas ficam suspensos. Boletins de Ocorrências (BOs), Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO), cumprimento de mandados de busca e apreensão, entre outros serviços, não serão realizados.

 

*com informações da Assessoria