Foto: EBC Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Congresso Nacional

Conforme levantamento do portal Congresso em Foco, o senador Renan Calheiros (MDB) ficou em segundo lugar, perdendo apenas para Jader Barbalho (MDB-PA), entre os senadores mais faltosos (com ausências justificadas ou não) de 2019.

Ainda segundo o Congresso em Foco, das 75 das sessões deliberativas (as quais os senadores são obrigados a comparecer) realizadas entre fevereiro e dezembro do ano passado, Barbalho compareceu a 16, contabilizando um índice de falta de 78,67%. A maioria delas foi justificada por atividades parlamentares (40 vezes) e licença saúde (15 vezes), sendo quatro sem justificativa.

Empatados no segundo lugar entre os mais faltosos estão Renan e Mara Gabrilli (PSDB-SP), ambos com 33 ausências (44%). Todas as faltas do alagoano, porém, foram justificadas como cumprimento de atividade parlamentar.

Em resposta ao Congresso em Foco, o gabinete de Calheiros afirmou que as reuniões fora da Casa o impediram de comparecer às votações do Plenário: "Muitas vezes ele teve reuniões externas e, por isso, não pôde estar no Plenário, mas posso lhe dizer que ele estava aqui quase

A presença dos senadores é obrigatória apenas nas sessões deliberativas ordinárias. O regimento do Senado determina que os dias em que o parlamentar não vai à sessão sejam abonados após a apresentação de um requerimento que justifique o motivo da ausência, pois o Senado entende que o político estava realizando tarefas relacionadas às atividades legislativas demandadas pelo exercício do mandato, mesmo fora da Casa.