Foto: Reprodução / Redes Sociais Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true André Trigueiro, Repórter Rede Globo em São Miguel dos Milagres.

André Trigueiro, repórter da Rede Globo, utilizou sua conta no Instagram para fazer uma denúncia fez uma denúncia sobre os perigos ambientais que vem aumentando na cidade de São Miguel dos Milagres, Litoral Norte de Alagoas.

André cobrou dos órgãos públicos e ambientais para que a região não tenha o mesmo destino trágico que vem acontecendo em outros pontos frequentados por turistas.

O repórter está de férias há uma semana em Alagoas e relatou no vídeo - publicado nessa sexta-feira (17) na praia de São Miguel dos Milagres - alguns problemas que ele percebeu no tocante à preservação ambiental da região.

André abordou temas que ele denomina como "problemas de crescimento" e explicou que, devido ao número cada vez mais alto de turistas na região, São Miguel dos Milagres sofre com as mais variadas consequências. 

Em primeiro ponto ele cita a falta do respeito em relação ao limite de pessoas que diariamente frequentam as piscinas naturais que são formadas pela extensa rede de corais quando a maré está baixa. Trigueiro afirmou que os próprios jangadeiros que atuam na região com transporte de turistas assumem que o número restrito de até 200 pessoas é completamente ignorado.

"A prefeitura local que tem que fiscalizar com o apoio do ICMBio", disse André, e lembra que a barreira de corais de São Miguel dos Milagres é a segunda maior do mundo e que deve ser preservada. 

A venda de lotes de áreas com vegetação de restinga para a construção de hotéis e resorts de luxo foi outro ponto tratado no vídeo publicado pelo repórter. De acordo com André, a forma com que tal fato vem acontecendo atinge uma velocidade e que a “privatização das praias” representa uma ameaça ao turismo da região.

O repórter encerra fazendo um apelo ao Ministério do Meio Ambiente para que o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade  (ICMBio) de Brasília aprove o plano de manejo da APA Costa dos Corais, o que deve contribuir para a melhora da qualidade da proteção oferecida ao peixe-boi, uma espécie marinha que corre riscos de extinção e que recebe cuidados e é monitorada constantemente na região.

*estagiário sob a supervisão da editoria