REUTERS / Diego Nigro Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Manchas de óleo em praias

Um projeto de um professor alagoano foi selecionado, no Programa Capes Entre Mares, para pesquisas sobre o combate ao derramamento de óleo nas praias da costa brasileira. Outras onze propostas também foram selecionas. O resultado foi divulgado nesta quinta-feira (16), pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Cada projeto receberá até R$ 100 mil, junto com uma bolsa de mestrado, a ser implementada ainda este ano.

 

O projeto alagoano selecionado é do professor Heitor Judiss Savino, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Do Nordeste apenas Alagoas, Bahia e Pernambuco tiveram propostas selecionas.

 

Foram selecionadas 12 propostas das 278 submetidas. Serão destinados R$1,3 milhão para projetos de sete áreas temáticas: avaliação dos impactos ambientais e socioeconômicos, biorremediadores, dispersão do óleo, processamento de resíduos, tecnologia aplicada à contenção do óleo e saúde coletiva.

Os pesquisadores não selecionados podem recorrer da decisão em até três dias úteis. O resultado final será publicado depois da análise dos eventuais recursos.

Conforme a coordenação, a iniciativa foi desenvolvida para atender a pedido feito pelo Grupo de Acompanhamento e Avaliação, formado pela Marinha do Brasil, Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais e Renováveis, criado no âmbito do Plano Nacional de Contingência para responder rapidamente às necessidades de limpeza das praias e contenção da mancha de óleo em águas brasileiras.

 

*Com informações da Agência Brasil