Foto: Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputado JHC.

O deputado federal JHC foi procurado por representantes dos Rodoviários que denunciaram uma possível demissão em massa, de pelo menos 1.300 cobradores, além da dupla função dos motoristas de ônibus - exercendo as funções de condutor e cobrador de ônibus, impostas pelas empresas do setor, com aval da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito de Maceió – SMTT.

De acordo com os representantes dos rodoviários, estaria existindo um descumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho celebrada entre o Sindicato dos Rodoviários – SINTTRO/AL e o Sindicato das Empresa de Transportes Urbanos – SINTURB/MAC, que, entre outros apontamentos, vedaria aos motoristas de transportes urbanos de Maceió exercer atividades relativas aos cobradores.

 “5.7.1 – fica ajustado que os motoristas de ônibus que operam no sistema de transportes urbanos de Maceió não poderão exercer atividades relacionadas aos colaboradores, tais como cobrança de passagem, entre outras, exceto os casos previstos no item 5.7 e naquele prazo”. Diz parte do documento assinado entre os sindicatos.

Sobre o tema, o Motorista Cristiano Lima que é diretor de comunicação e imprensa do SINTTRO-AL, juntamente com Marcondes e Raimundo Medeiros, que atuam em defesa dos cobradores, informaram, em reunião com a assessoria do deputado JHC, que pode ocorrer, a qualquer momento, novas demissões, culminando em aproximadamente 1.300 cobradores desempregados.

“São cobradores que irão perder os empregos, além de sobrecarregar os motoristas de ônibus que irão acumular a função de dirigir e cobrar as passagens, o que pode causar ainda sobrecarga e doenças laborais aos motoristas”, pontuaram. 

A assessoria do deputado JHC, através do Advogado Robert Wagner, levou o caso ao Ministério Público do Trabalho, onde discutiu o tema e forneceu às informações colhidas dos rodoviários, ao procurador do trabalho Dr. Cássio Andrade, que já se mostrou ciente, preocupado e ativo com relação ao problema e deve realizar nova audiência para tratar sobre o tema.

“Sobre o tema, o MPT tem recebido outras demandas e denúncias, já tendo realizado, inclusive uma reunião com rodoviários e empresas. Estamos, com determinação do Deputado JHC, também nos apropriando das informações, para junto com os demais órgãos, instituições, empresas e os mais afetados que são os rodoviários e a população, chegarmos a uma solução, face a era da tecnologia e à garantia dos empregos”, afirmou Robert Wagner.