Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

         A trajetória de Teobaldo Vasconcelos Barbosa iniciou-se em 1954, quando foi eleito vereador por Maceió pela UDN. Foi reeleito pelo mesmo partido nas eleições de 1958. Teobaldo, antes de se tornar vereador, foi chefe de gabinete do governador Arnon de Melo, no período de 1951 a 1955.

         Nas eleições de 1966, Teobaldo Barbosa (ARENA) foi eleito deputado estadual com 2.775 votos, ficando em 8° lugar das trinta e cinco vagas em disputa. Naquela legislatura foi primeiro secretário da mesa diretora da Assembleia Legislativa e relator da Constituição Estadual de 1967.

         Teobaldo Barbosa (ARENA), nas eleições de 1970 foi reeleito deputado estadual com 5.805 votos, ficando em 6° lugar das quinze vagas em disputa. Naquela legislatura foi presidente da mesa diretora da Casa de Tavares Bastos.

         Nas eleições de 1974, Teobaldo Barbosa (ARENA), alçou voos mais alto e foi eleito deputado federal com 33.355 votos, ficando em 2° lugar das seis vagas em disputa. Naquela legislatura foi presidente da comissão de constituição e justiça da Câmara Federal. Também nesse período, presidiu o Diretório Regional da Arena em Alagoas.

         Em primeiro de setembro de 1978, Teobaldo Barbosa (ARENA) foi indicado para vice governador de Guilherme Palmeira (ARENA). A chapa Guilherme/Teobaldo foi eleita através do Colégio Eleitoral no Estado com uma votação de 162 votos. Em março de 1982, em virtude do afastamento de Guilherme Palmeira do Governo do Estado, afim de puder disputar uma vaga no Senado Federal nas eleições de novembro daquele ano, Teobaldo Barbosa assumiu o cargo de governador, exercendo-o até março de 1983.

         Após o término de seu mandato de governador de Alagoas, Teobaldo Barbosa não voltou mais a concorrer a cargos eletivos, passando a se dedicar às atividades da advocacia e foi também o primeiro presidente da Associação dos Produtores de Côco em Alagoas.

         Teobaldo Barbosa faleceu em Maceió no dia 22 de março de 1999.