Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true David era natural da cidade de Palmeira dos Índios, Agreste alagoano

Um alagoano morreu ao cruzar uma perseguição policial nas imediações da Marginal Pinheiros, no bairro do Jaguaré, Zona Oeste de São Paulo. O fato aconteceu na ultima sexta-feira (10). David Oliveira Leite, 28 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo.

Segundo Informações do site UOL, o alagoano, natural da cidade de Palmeira dos Índios, é técnico em telefonia e estava trabalhando, atendendo a um último chamado. Por volta das 20h, uma perseguição policial ocorreu na região e David foi baleado. O técnico em telefonia foi socorrido e levado para o Hospital das Clínicas, mas não resistiu.

Segundo informações da polícia, militares realizavam um patrulhamento e foram acionados para verificar um veículo, modelo Ford Focus, com quatro ocupantes que estariam praticando assaltos na região.

Além de David, uma mulher de 50 anos, cujo nome não foi divulgado, também foi baleada e socorrida.

Ainda segundo a polícia de São Paulo, um dos suspeitos que estava no veículo, identificado como João da Silva, foi atingido durante o confronto e morreu no local.

O corpo de David Oliveira Leite foi sepultado no Cemitério Jardim da Colina, localizado no Jardim Petroni, em São Bernardo do Campo (ABC Paulista).

"Eu não sei como vai ser agora, não sei o que pensar. Meu marido morreu trabalhando. Ele já ia largar o turno e ir para casa. Estamos juntos há 5 anos, ele sempre trabalhou nesse ramo, mas estava há dois anos nessa empresa. Ele criava a minha filha de 9 anos como se fosse dele? temos um bebê de um ano e uma menina de cinco", contou a esposa de David, Karen dos Santos Porto, de 28 anos, bastante abalada.

O caso foi encaminhado para o 91º DP (Vila Leopoldina), mas foi registrado no DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) como morte decorrente de intervenção policial e homicídio simples e resistência.