Foto: Reprodução / Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Renan Calheiros

A confirmação, pela Receita Federal, de que tem empregado doméstico não poderá deduzir os gastos com INSS do Imposto de Renda deste ano foi criticada pelo senador Renan Calheiros (MDB).

Em suas redes sociais, ele classificou a mudança de retrocesso.

“Prejudica a classe média, desemprega e informaliza. Como um dos responsáveis pela lei que regulamentou essa classe de trabalhadores, acho a decisão do governo lamentável”, destacou Calheiros, via Twitter.

A dedução foi criada em 2006 de forma provisória, com validade até 2019. No ano passado, a Receita Federal já havia anunciado que ela não seria renovada em 2020.