Reprodução/Vídeo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Prefeito Rui Palmeira

O prefeito Rui Palmeira (PSDB) anunciou que, se depender de sua vontade, não irá autorizar qualquer tipo de reajuste na tarifa de ônibus da capital. Em vídeo divulgado nas redes sociais no começo da tarde desta terça-feira (14), o chefe do Poder Executivo disse que falou sobre o assunto ontem, durante reunião com integrantes do Ministério Público do Estado (MP) e Ministério Público de Contas (MPC).

“Nossos argumentos são os mesmos de 2019, quando já não concedemos nenhum tipo de reajuste... No nosso entendimento as empresas estão descumprindo o contrato, não renovaram a frota, não pagam o valor de outorga e também descumprem seu dever de pagar os impostos municipais”, explicou.  

Rui finalizou o vídeo reafirmando: “Dessa forma entendemos que não há porquê conceder qualquer reajuste na tarifa dos ônibus urbanos de Maceió em 2020”.

A reunião a qual o prefeito se referiu ocorreu ontem, entre ele e os promotores do MP, Max Martins, Jorge Dória e Fernanda Moreira e o procurador do MPC, Pedro Barbosa. Durante o encontro, o grupo apresentou ao gestor o resultado da auditoria que avaliou o transporte público na capital e pediu que o Município não aplique o valor de R$ 4, 10 aprovado pelo Conselho Municipal de Trânsito.

Conforme divulgado hoje pela assessoria de Comunicação do MP, os promotores e o procurador solicitaram que, em uma nova avaliação sobre o valor da tarifa, o Poder Executivo leve em conta o princípio da modicidade, “que obriga o permissionário a manter um serviço adequado por um preço justo para os usuários” e o equilíbrio das empresas, evitando também o colapso do sistema de transporte público.

Ainda segundo a assessoria, o Município irá analisar o resultado da auditoria e elaborar uma nova proposta sobre o valor da passagem.

Veja o vídeo: