Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O Felipe, um gestor muitíssimo empático,compromissado  e de decisões rápidas.
É o  chefe de gabinete da SUDES.
A SUDES é o orgão responsável, na Prefeitura de Maceió, pela revitalização das praças e a questões ambientais.
Na manhã da segunda-feira, 13 de janeiro, a   coordendora do Instituto Raízes de Áfricas , Arísia Barros esteve em reunião com Felipe,  tendo como objetivo estabelecer diálogos para a criação de um olhar  mais atento do poder estatal para os Baobás existentes no Corredor Vera Arruda.
O Baobá é considerado  um patrimônio imaterial, pelos valores culturais que lhe são intrínsecos, como também pelo  simbolismo, enquanto pólo  de referência à identidade, à ação, à memória do povo africano/cultura de pret@s.
A coordenadora falou da necessidade de  criação de uma série de ações, dentre elas os  cuidados básicos para conservação e preservação,  visando assegurar proteção oficial aos baobás , não só do Corredor Vera Arruda, como também, os espécimes espalhados pelo território maceioense.
Os Baobás são sementes de Áfricas ,em Alagoas.
O totem e a placa da praça Ganga Zumba , desaparecidos faz dois anos também, entraram na pauta da conversa.
Felipe  se colocou a disposição para que  as questões discutidas sejam resolvidas ,no mais curto tempo possível, e aproveitou o ensejo para ressaltar  os investimentos que a prefeitura de Maceió tem realizado em diversos logradouros, inclusive as praças.
Foi uma reunião produtiva.