Foto: Reprodução Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Lucas, de 10 anos, viralizou após ter vídeo publicado

Foi na sexta-feira (03) que os gêmeos alagoanos Lucas e Gabriel, foram ao cinema pela primeira vez no shopping pátio, em Maceió. Ao saírem do cinema, foram lanchar e se deparam com um tumulto na praça de alimentação: era Lanna Hellen, transexual, que protestava após ser impedida de usar o banheiro feminino. Lucas nem imaginava, mas um vídeo dele viralizou nacionalmente (inclusive compartilhado entre artistas, como Bruno Gagliasso) após defender a transexual. 

Segundo a mãe das crianças, Clívia Quitéria Rocha da Silva, 33 anos, os dois passaram “o ano todo juntando moedas” para poder passar as férias com uma tia que mora em Maceió

Lucas disse que ele e a família começaram a discutir com os seguranças. “Foi no momento que o guarda falou ‘eu tenho pena de você, menino’, e eu rebati dizendo que eu tinha pena dele por ele ser preconceituoso, e minha tia também disse ao segurança que não era pra ter pena de mim porque eu estava correto”. 

Conversei com a mãe dele, Clívia, que me disse que não se surpreendia com a atitude dos filhos. A mãe cria os dois com a ajuda da avó, no município de Flexeiras, em Alagoas e disse que sempre buscou ensiná-los o que era certo, errado e que todos os seres humanos são iguais. “Surpresa ia ser se ele visse alguém sendo ofendido e ficasse quieto porque os dois sempre foram de defender, de ajudar as pessoas, sabe?”, comentou.

Foto: Cortesia ao blog

 

Os dois foram ensinados a respeitar os outros, mas a mãe garantiu que não ter preconceito também é uma característica dos dois. Perguntado sobre por qual motivo Lucas defendeu Lanna, o menino deu uma bela resposta: “Eu acho que tive empatia na hora e me coloquei no lugar dela. Imaginei se fosse eu. Já imaginou se me tirassem do banheiro masculino?”, questionou.

O caso da transexual repercutiu nacionalmente, e algumas autoridades e famosos se posicionaram a favor da trans. Também tiveram críticos: muitas pessoas usaram o nome de Deus para justificar não estar ao lado de Lanna. 

Mas para Lucas, que afirmou ser católico, amar ao próximo é o maior ensinamento de Cristo. “Eu sou católico e aprendi a amar o outro como eu amo a mim mesmo. É um dos 10 mandamentos. Minha mãe sempre me ensinou essas coisas de amar o outro”, enfatizou o menino.

A primeira ida dos gêmeos lá de Flexeiras ao cinema ficou marcada e trouxe um grande ensinamento: a empatia com o próximo. Ao blog, Lucas enviou um vídeo mandando uma mensagem para as pessoas preconceituosas: “Quando você é preconceituosa, o erro não está na outra pessoa, e sim em você mesmo”, finalizou.

-

Estou no Twitter: @raissafranca