Foto: Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Operação da PF prende servidores estaduais envolvidos em fraudes no transporte escolar

Lívia Barbosa,  filha do vice-governador e secretário de Educação, Luciano Barbosa e seu esposo Pedro Margallo, já estão “soltos”. A dupla foi presa na última quarta-feira, dia 11, durante a operação Florence “Dama da Lâmpada” da Polícia Federal em Alagoas.

Segundo a PF, os dois prestavam serviços para a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Além deles, o médico  Gustavo Vasconcelos, do Hospital Geral do Estado (HGE), sua esposa e servidores da Sesau faziam parte do esquema.

Ambos eram sócios de uma empresa chamada LP que foi contratada pelo Estado para prestar serviços de Saúde. De acordo com a PF foram descobertas transferências bancárias para a conta da empresa dos dois em nome do instituto alvo da investigação e teriam manipulado por meio de e-mails informações para “vencer” uma licitação.

A pergunta é: será que essa “lâmpada” vai mesmo iluminar a trazer à tona a verdade de um esquema que desviou mais de R$ 30 milhões da saúde ade Alagoas?.