Rondon Caetano Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Sepultamento ocorreu as 17 h desta sexta-feira (13)

Até parece que Bom Conselho cresceu ou o sanfoneiro Basto Peroba, levou todo o povo da cidade para as ruas no  último adeus na tarde desta sexta-feira (13). Uma multidão comovida acompanhou o cortejo funebre pelas principais ruas da cidade. 
No cemitário, mais emoção e saudade ao som da sanfona o povo cantou Ave Maria Sertaneja de luiz Gonzaga e logo após a multidão gritou "vai com Deus Basto Peroba".Sebastião Pereira de Moraes, o Basto Peroba, um dos maiores músicos desse país faleceu, na madrugada desta sexta-feira (13), vítima de complicações após um infarto.
O músico estava residindo como sempre em sua terra natal, a cidade de Bom Conselho, Pernambuco, espalhando alegria e celebrando a animação do povo nordestino, difundindo a sua arte e a nossa cultura nordestina com o seu talento originalidade e simplicidade. 
Bastos Peroba animou as festividades juninas no Clube dos Fumicultores de Arapiraca durante décadas. Este ano, na Festa de São Pedro, em Arapiraca, ele recebeu, ao lado de sua família uma merecida homenagem.  Estava acompanhado do mestre Afrísio Acácio de quem era grande amigo. 

Musicalidade

Basto Peroba iniciou sua carreira de músico, ainda criança, quando ganhou de seu pai uma sanfona de 12 baixos e assim passou a acompanhá-lo nas festas juninas de sua Bom Conselho.
Tornou-se bastante conhecido e continuou a tocar em festas de santos, casamentos e batizados etc. Em sua trajetória conheceu o maestro José Duarte Tenório (José Puluca) que o convidou para fazer parte de sua banda, a Vila Lobos.
A partir daí foram surgindo vários convites para integrar outras bandas, tais como, a banda Tocantins de Palmares e a banda Tremendões de Palmeiras dos Índios. Participou de inúmeros shows e temporadas de artistas famosos, entre eles Wanderley Cardoso, Jerri Adriani, Waldick Soriano, além de seus ídolos Luiz Gonzaga e Dominguinhos, nos quais também se inspirou durante toda a sua trajetória artística 
Gravou seu primeiro LP com Vavá Machado e Marcolino em Recife e, em seguida, formou seu próprio grupo musical intitulado Basto Peroba e Banda, fazendo sucesso nos grandes clubes de várias cidades e capitais do país, principalmente com seu forró pé de serra.