Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Dono de uma enorme bagagem cinematográfica, o crítico Elinaldo Barros é diretamente associado ao cinema em Alagoas. Seu notório conhecimento faz de sua persona um verdadeiro patrimônio cultural do Estado. Durante anos nos acostumamos a ouvir seu sotaque dando dicas semanais sobre os lançamentos que aterrizavam em nossas poucas salas de cinema.

À frente da "Sessão de Arte", Elinaldo comandou o refúgio das películas à margem das grandes produções comerciais que tomavam conta de quase toda a programação. Diversos cinéfilos saíam de suas casas aos sábados pela manhã para rever clássicos ou conhecer novas pérolas do cinema de autor, e eram recebidos pela cordialidade do ilustre anfitrião.
O amor à sétima arte e a energia empregada em seus projetos, fomentou em mim a vontade de também estudar e contribuir para a divulgação e multiplicação dessa cultura tão mágica, que ganha vida ao apagar das luzes e com o brilho  do projetor.

Tive o prazer de conhecer Elinaldo Barros, mas infelizmente não tive maturidade na época para extrair um pouco da cinefilia e das boas histórias que o crítico acumulou em sua longa estrada pelo cinema.
São os males de uma juventude que transborda energia, mas peca pela pressa. (Ainda espero  reencontrá-lo.)
Arrependimentos a parte, deixo aqui o meu tributo a enciclopédia cinematográfica, Elinaldo Barros, que tal como as valiosas coleções de livros, recheadas de conceitos e conhecimento, resiste ao tempo, pois a sabedoria tem o poder de reverberar eternamente.

*Instagram para contato: @resenha100nota