Nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (10/12), foi deflagrada a Operação “Senhor do Sol”, para desbaratar uma Organização Criminosa (Orcrim) envolvida em inúmeras fraudes fiscais dentre outros crimes. Ao todo, estão sendo cumpridos 131 mandados de busca e apreensão, 14 de prisões preventivas e 05 de prisões temporárias, na região do Agreste.

De acordo com o promotor do Ministério Público Estadual Guilherme Diamantara, que deu detalhes da ação. “A investigação dura há mais de um ano. Hoje foi deflagrada essa Operação com alvo principal essa rua do comércio onde essa organização cirminosa atuava por meio de laranjas e estão sendo cumpridos esses mandados”.

“Nos endereços estão sendo recolhidos materiais probatórios que vão dar substratos suficientes para início da ação penal devida e seguimento da investigação. O prejuízo já causado chega em torno de 108 milhões em cerca de 10 anos, um crédito que a SEFAZ não conseguiu cobrar porque os titulares dessas empresas não possuíam capital suficiente para pagar o ICMS devido”.

Ele destacou que após finalizar as ações do dia, detalhes serão repassados por meio de coletiva.  “A prática dessa organização criminosa atua com fraudes fiscais, lavagem de dinheiro e falsificações diversas. O MP vai se manifestar ainda de forma oficial com maiores detalhes da operação também com coletiva de imprensa”, completou.