Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A incubadora Afro brasileira é um caso de sucesso no Brasil e em alguns países do mundo.
Nascida no Rio de Janeiro,em 2004, no debate que se seguiu após a Conferência de Durban em 2001 é comandada  pelo  seu fundador, Giovanni Harvey,e conta com uma de  gente muitissimo competente, daí advém o trabalho bem feito, referenciado e patrocindo pela Petrobras.
Faz um tempo a IAB lançou  a Cartilha de Tecnologia Social que explica o que é a Incubabora Afro Social e para ilustrar a edição convidou algumas personalidades de estados.
Arísia Barros, de Alagoas, do Instituto Raízes de Áfricas, Luiz Bernardo, fundador da Rede Kilofé no Ceará e Marah Silva, estilista e designer de moda, criadora da marca Ateliê Cretismo, no Rio de Janeiro.
Gente preta e empreendedora fazendo propaganda na revista da incubador Afro Brasileira orquestrada por Giovanni que foi consultor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD, em Cabo Verde, além de integrar o Fórum da Sociedade Civil no Fundo Monetário Internacional e no Banco Mundial. Exerceu o cargo de Subsecretário de Políticas de Ações Afirmativas e Secretário Executivo SEPPIR/PR.Foi um dos fundadores e Vice-presidente do Pólo Empresarial da Região Portuária do Rio de Janeiro. É Conselheiro Benemérito do Conselho Municipal dos Direitos do Negro - COMDEDINE e membro do Conselho da Cidade do Rio de Janeiro.
O prazer de ser garota  propaganda de um case de sucesso internacional, como a Incubadora Afro Brasileira ,não tem preço.
Obrigada, parceiro!