Foto: Reuters Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true O campo Rabo Branco está em produção desde 2012 e entregou cerca de 161 barris/dia de óleo.

A Petrobras iniciou nesta segunda-feira (2) o processo de venda de dois campos terrestres: Dó-Ré-Mi e Rabo Branco, localizados na Bacia de Sergipe-Alagoas. A ação é a continuação da política da estatal de concentrar exploração e produção de petróleo em águas profundas e ultraprofundas, principalmente nas áreas do pré-sal.

Os dois campos estão no bloco BT-SEAL-13. O campo de Rabo Branco produz óleo leve desde 2012, e teve uma média diária de produção de petróleo no ano passado de 161 barris por dia. Já o campo de Dó-Ré-Mi possui dois poços descobridores de gás, ainda sem produção comercial.

A Petrobras detém 50% dessa concessão em parceria com a Petrogal Brasil, que é a operadora e detém os 50% restantes. No novo Plano de Negócios 2020/24 a Petrobras prevê vender ativos de até US$ 30 bilhões.

Neste ano até julho, a companhia já tinha arrecadado cerca de US$ 15 bilhões com a venda de diversos ativos. O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, vem enfatizando que a companhia está focada em desenvolver projetos na exploração de petróleo, principalmente no pré-sal, que tem maior e mais rápido retorno.

De acordo com a companhia, as principais etapas subsequentes do projeto serão informadas oportunamente ao mercado. A principal informação sobre a oportunidade, bem como os critérios de elegibilidade para a seleção de potenciais participantes, está disponível no site da Petrobras.

Em nota, a estatal informou que a divulgação está de acordo com as diretrizes para desinvestimentos da Petrobras e com as disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos.

A operação está alinhada à otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, com o objetivo de maximizar valor para seus acionistas.

 

*Com Agência Brasil