Carlos Ezequiel//Estadão/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Manchas de óleo em Alagoas

O deputado federal Isnaldo Bulhões, do MDB, é um dos nomes cotados nos bastidores para assumir a presidência da CPI do Óleo, que pode ser instaurada ainda este mês na Câmara dos Deputados. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (22), em reportagem do portal Congresso em Foco.

A Comissão que irá investigar a origem e os impactos das manchas de óleo que atingem o litoral nordestino foi proposta pelo deputado João Campos, do PSB de Pernambuco. De Alagoas, assinaram o requerimento para criação da CPI, os deputados Paulão (PT), Isnaldo Bulhões, JHC (PSB), Marx Beltrão (PSD), Nivaldo Albuquerque (PTB) e Sérgio Toledo (PL).

Em entrevista ao Congresso em Foco, Isnaldo Bulhões destacou que a CPI não deve virar embate entre direita e esquerda: “Tem que ser um trabalho isento para, por meio da política, levar uma solução para o problema”.

O parlamentar alagoano não negou as discussões envolvendo seu nome para comandar a Comissão, mas disse que isso só será confirmado após a instalação do colegiado - que contará com 34 titulares e 34 suplentes – e posterior votação.