Foto: EBC Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Congresso Nacional


A bancada federal de Alagoas – composta por 9 deputados federais e 3 senadores – destinou coletivamente emenda de bancada, no valor de R$ 5.136.021 milhões, para a instalação de uma unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) em Alagoas. 


A emenda de bancada que viabiliza a instalação da Embrapa em Alagoas é de autoria de todos os parlamentares federais alagoanos. A Embrapa é uma Empresa Pública de pesquisa vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e tem como objetivo o desenvolvimento de tecnologias, conhecimentos e informações técnico-científicas voltadas para a agricultura e a pecuária.


A empresa já realiza atividades em Alagoas, mesmo sem ter uma unidade no estado. Por exemplo, de 3 a 5 de abril, os chefes geral e de Pesquisa da recém-criada Embrapa Alimentos e Territórios (Maceió, AL), João Flávio Veloso e Ricardo Elesbão, participaram da 1ª Oficina de Planejamento da Rota da Fruticultura, realizada no auditório do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), em Palmeira dos Índios.

Com participação de representantes de órgãos de desenvolvimento federais e estaduais, gestões municipais e setor produtivo, o encontro serviu como fórum para discussões de estratégias e ações para a estruturação da cadeia produtiva das frutas no polo em desenvolvimento e o cultivo de plantas frutíferas em Alagoas.

Em Alagoas, a fruticultura é desenvolvida, principalmente, nas regiões dos Tabuleiros Costeiros, no Agreste e no Vale do Mundaú, com destaque para a produção de abacaxi, banana, caju, coco-da-baía, laranja, mamão, manga, maracujá e pinha.