Foto: Cortesia Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Como proposta para evitar a retirada do Colégio Nossa Senhora do Bom Conselho do bairro de Bebedouro, o vereador Francisco Sales apresentou à Secretaria Estadual de Educação (Seduc) firmar um contrato para ocupar o espaço do antigo Colégio Santa Amélia. 

Para o vereador, a saída do Bom Conselho, como assim é carinhosamente chamado por alunos, ex-alunos, pais e professores, representa a destruição da história da comunidade que compartilha há 142 anos bons momentos com a unidade educacional. 

Devido ao problema de afundamento de solo nos bairros de Bebedouro, Pinheiro e Mutange, os alunos do Colégio Bom Conselho foram transferidos para a Escola Afrânio Lajes, no Cepa, mas criaram a expectativa de ser uma transferência provisória. 

“Estamos ofertando essa proposta ao secretário Luciano Barbosa para não acabar com a história e os valores que o Colégio Bom Conselho representa para todos nós, que crescemos e vivemos dentro de sua história. Faço parte dessa história e me sinto no dever, tanto como ex-aluno quanto agente público buscar uma solução”, afirmou Francisco Sales. 

A proposta da Secretaria de Educação é acabar com o atendimento educacional em Bebedouro e batizar uma nova unidade, que está sendo construída no município de Rio Largo, com o nome de Nossa Senhora do Bom Conselho e distribuir os alunos nas unidades do Cepa. 

“O prédio do Colégio Santa Amélia está totalmente fora área de risco e oferece todas as condições necessárias para abrigar os alunos e funcionários do Bom Conselho. O Bom Conselho faz parte da história de Bebedouro e isso não pode mudar”, acrescentou Francisco Sales.