Assessoria/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Coaracy Fonseca

O procurador de Justiça do Ministério Público Estado de Alagoas, Eduardo Tavares, entrou com uma representação criminal contra o promotor de justiça, Coaracy José Oliveira da Fonseca e sugeriu ao representante do Ministério Público que o promotor faça um exame de sanidade mental.

De acordo com a representação criminal, “o representado utiliza-se de sua rede social para atacar a honra do representando, com ofensas pessoais, profissionais e caluniosas, com motivação político-institucional, expondo e acusando o representante do cometimento de diversas irregularidades e até mesmo de crimes”.

Na representação também consta uma publicação de Coaracy contra Eduardo Tavares que foi feita nas redes sociais. A página utilizada foi a “coaracyffonseca” e nela foi escrita a seguinte mensagem: “a cidade de Traipu merece uma operação pente fino. O que fazia tanto o Sr. Eduardo Tavares, durante a campanha de prefeito, no apartamento de sua prima, próximo à praça do Skate? Houve repasses de recursos federais do Fundeb nessa época? Se houve, como foram aplicados pela então prefeita Conceição Tavares?”, diz um trecho da mensagem.

Ainda conforme a representação de Eduardo, “as publicações demonstram um possível desequilíbrio psicológico do representado, que ataca, ofende e denigre”.

Também consta no documento, que o procurador diz que há necessidade de realização de exame de sanidade mental. “Desse modo, sugere ao ilustre representante do MP que pugne pela submissão do requerido a exame médico-legal de sanidade mental", diz.

"A suspeita de evento distúrbio psíquico merece o total apoio e solidariedade do Ministério Público. Como qualquer outra doença, há de ser investigada para que, uma vez diagnosticada, possa o paciente, o quanto antes, ser submetido ao tratamento”, cita Tavares em outro trecho do documento.

Por fim, levando em consideração  o teor das informações, Tavares também pede que seja instaurado o processo criminal visando a condenação de Coaracy.