Reprodução Web | Ilustração Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Atividade física no trabalho

A prática de atividades promove diversos benefícios não só para o corpo como para a parte psicológica de quem pratica. É assim não só para esportistas, mas também para quem leva uma rotina agitada dentro da empresa em que trabalha, visto que é possível notar melhorias no desemprenho das suas tarefas exigidas e, com atividades físicas regulares, o funcionário pode produzir cada vez mais.

Pensando nisso, o Cada Minuto conversou com a professora Argenaz de Oliveira Moreira, graduada pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) em Licenciatura Plena em Educação física, especializada em Atividade Física e Saúde. Ela conta que basta escolher uma atividade física que se tenha afinidade e dar o pontapé inicial para uma vida saudável.

Confira abaixo a entrevista completa:

Na sua visão, o que é preciso para dar o pontapé inicial na prática de atividades físicas?

R: Escolher uma atividade que se tenha afinidade (assim é mais fácil permanecer), e após avaliação médica, passar por anamnese e uma avalição física para alinhar a rotina diária a rotina de exercícios físicos.

É necessário que haja um preparo inicial, como avaliação médica e recomendações específicas com base na rotina de trabalho?

R: Em linhas gerais o ideal seria que desde criança a pessoa venha dentro da Educação Física Escolar desenvolvendo hábito que promovam uma vida saudável e ativa.  Mas sim, é muito importante que o aluno tenha gosto ou aptidão pela atividade que pretende incluir na sua rotina, assim fica mais fácil manter a disciplina e mais prazeroso. Também se faz necessário que o Profissional de Educação Física conheça os objetivos do aluno, suas particularidades, problemas de saúde e ou limitações físicas além do tempo disponibilizado para a prática do treinamento. 

Quais os benefícios que podemos observar a curto, médio e longo prazo em uma pessoa que tem como rotina a prática de atividades físicas e uma boa alimentação dentro do ambiente de trabalho?

R: No início, além da melhora no bom humor, o fortalecimento de valores como disciplina, foco, determinação e elevação da autoestima. Quando a atividade é realizada em grupo há também a melhora no convívio social e o estreitamento de laços afetivos. A médio prazo, aumento na disposição, força e flexibilidade.  A longo prazo, alinhada a uma alimentação saudável , certamente o aluno terá uma melhora significativa na saúde de forma geral, aumento da aptidão física, diminuição nas taxas de açúcar e gordura no sangue, aumento na força e da massa muscular.

Quais os "danos" que podemos identificar em uma pessoa que tem uma vida sedentária dentro de uma rotina agitada de trabalho? 

R: Um ritmo de vida acelerado aliado ao sedentarismo, má alimentação e stress são fatores de risco à saúde, que aumentam as chances de desenvolver problemas cardíacos, aumento da pressão arterial, diabetes, colesterol e transtornos psicológicos como ansiedade, depressão e síndrome do pânico. No ambiente de trabalho esses fatores podem contribuir para o presenteismo (baixa na produção do trabalhador) ou até mesmo absenteísmo (afastamento do ambiente de trabalho por motivo de doença).

Quais os exercícios que podemos ter como base para realizar momentos antes de se dirigir ao ambiente de trabalho, e qual a importância de fazê-los de forma regular?

R: Exercícios respiratórios, meditação e alongamento são boas estratégias para melhorar a disposição, relaxar e diminuir o stress.


Quais as evoluções motoras que podemos avaliar em uma pessoa que se permite praticar atividades físicas regularmente?


R: A evolução motora durante um programa de exercícios físicos vai depender do estado inicial do aluno, em geral o fortalecimento muscular, a melhora na aptidão cardiovascular, a melhora na postura auxiliará no desempenho motor de forma global.

*estagiário sob a supervisão da editora