Foto: Emergência 190 Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Dois homens acusados de serem os principais responsáveis principais acusados pelo assassinato do empresário Luciano Albuquerque Cavalcante, 40 anos. foram presos na noite dessa sexta-feira (08). O crime ocorreu na manhã do último dia 25 de outubro, próximo ao terminal de ônibus do Village Campestre, no bairro Cidade Universitária, parte alta da capital alagoana.

Foram presos o tenente da reserva da Polícia Militar (PM) José Gilberto Cavalcante de Góis, no Complexo Benedito Bentes, parte alta de Maceió, e o amigo dele, Wagner Luiz das Neves Silva, preso no Conjunto Henrique Equelman, também na parte alta da cidade.

Foi por meio do carro de Wagner, que se passava por policial do Serviço de Inteligência (SI) da Polícia Militar (PM), um Voyage, branco, placa QLJ 3302, apreendido na casa dele junto com várias fardas da PM, que foi possível esclarcer o caso.

Testemunhas relataram para policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que viram o mesmo veículo circulando instantes horas antes do crime, pelo local do homicídio. O tenente da reserva havia comprado um terreno a vítima, que cobrava o restante do dinheiro acertado, no valor era R$ 3 mil.

*com informações do Emergência 190