© . Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Um menino australiano morreu depois de os médicos terem confundido uma meningite meningocócica com uma dor de dentes. Malakai Paraone, de sete meses, morreu três dias depois de ter ido ao hospital e de lhe ter sido receitado paracetamol. 

 

Os pais do bebê levaram o menino a dois hospitais depois de terem percebido que ele estava com febre e com uma erupção cutânea. 

Perante o quadro de dor, os médicos atribuíram à sintomatologia problemas na dentição, dando alta ao bebê que residia na Austrália. 

O caso aconteceu em 2016, mas só agora se tornou público. A imprensa local informou que somente quando a família decidiu levar o bebê em outro médico que ele foi diagnosticado e imediatamente transferido para o Hospital Princess Margaret, onde ficou na UTI. Mas já era tarde demais e Malakai morreu. 

A família decidiu agora divulgar a informação, apelando a mudanças radicais no sistema de saúde da Austrália.