Foto: Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A Assembleia Legislativa de Alagoas vai realizar na próxima segunda-feira (11), uma sessão solene em comemoração ao Centenário do ex-deputado Rubens Canuto. De iniciativa da deputada estadual Fátima Canuto, filha do ex-parlamentar, a sessão está marcada para às 9h00 no plenário da Assembleia Legislativa. Na oportunidade será lançada uma revista com a trajetória do ex-parlamentar.
 
Conforme a deputada Fátima Canuto fazer a sessão solene é fundamental para falar sobre a história de vida e política do ex-parlamentar que contribuiu para Alagoas e que lutou pelos que mais precisam.
 
“Meu pai sempre teve uma paixão pela política, queria ir além e lutar pelas pessoas que mais precisavam. A aproximação com o sogro, um empresário que seguia a corrente populista no panorama político alagoano, despertou no meu pai ainda mais o interesse ”, contou a deputada.
 
Ainda segundo Canuto, o ex-parlamentar sabia conduzir situações que mudaram os rumos políticos do Estado. “ Ele conquistou três mandatos de deputado estadual, foi líder da minoria, líder da oposição e presidente da Assembleia”, relembrou Fátima.
 
A deputada também relembrou a história do pai e disse que ele nasceu em Mata Grande, Sertão do Estado, mas se mudou com os pais e irmãos para estudar em Maceió. “Ele foi estudar Odontologia na capital federal, no Estado da Guanabara. Não resistiu a saudade de sua terra natal e voltou para Alagoas. Em Maceió, montou um moderno consultório de odontologia e, em seguida, com outros odontólogos, fundou a Faculdade de Odontologia de Alagoas”, contou.
 
Na oportunidade, vão participar da sessão solene, o presidente da Assembleia Legislativa deputado Marcelo Victor, deputados e deputadas da Casa, filhos do ex-deputado José Rubens, Carlos Alberto, Arnaldo e Renato, seus netos sendo representado na oportunidade pelo neto mais velho, o desembargador federal Rubens de Mendonça Canuto Neto, o reitor João Sampaio e o vice-reitor do Centro Universitário Cesmac, Douglas Tenório Apratto e demais autoridades alagoanas.