Foto: Daniel Paulino/Cada Minuto Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Promotor Rodrigo Soares

O Ministério Público Estadual (MPE), através da 9ª Promotoria da Capital, pediu a expulsão do soldado da Polícia Militar Josevildo Valentim dos Santos Júnior, acusado e investigado por praticar estupros em Marechal Deodoro e Maceió. De acordo com o promotor Rodrigo Soares, o MPE está propondo uma ação pedindo a condenação do PM.

A Polícia Civil descobriu os crimes praticados pelo Josevildo Valentim depois que ele assassinou e estuprou uma jovem no Trapiche da Barra, onde também tentou assassinar o namorado da vítima Agnísio dos Santos Souto, 24 anos. Após ser preso, o policial confessou o crime e contou de outro estupro em Marechal Deodoro.

O promotor afirmou que a arma usada no crime no Trapiche é a mesma que o militar usava em suas funções nas ruas e em detalhes contou que esposa do acusado tinha conhecimento do crime de estupro praticado há 7 anos.

Leia mais: Polícia investiga novas suspeitas de estupro envolvendo policial militar na cidade de Rio Largo

 "Irei entrar em contato com os colegas das outras comarcas que estão apurando os casos nas demais cidades para que possamos compartilhar as informações e agregar na denúncia proposta pelo MP”, disse o promotor.

De acordo com Rodrigo Soares, a pena máxima contra o acusado pode chegar a 60 anos de prisão pelo homicídio qualificado por motivo torpe. O promotor frisou ainda o crime de feminicídio praticado pelo militar.

*Estagiário com supervisão da editoria.