Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

As mudanças de horário que ocorreram automaticamente hoje (3) em alguns aparelhos já estavam previstas pelo Google.

No último dia 18, em mensagem no blog do Google Brasil,a empresa esclareceu que aparelhos com o sistema Android poderiam ter alterações de horário neste fim de semana. Isso ocorreu devido a mudanças feitas pelo governo brasileiro no horário de verão. O sistema estava programado para atualizar os aparelhos. Mudanças automáticas ocorreram também no dia 20 de outubro. 

 “Para os aparelhos que não forem impactados no dia 20 de outubro, existe a possibilidade de que a mudança automática aconteça no dia 3 de novembro, já que a regra mudou em 2018”, dizia o post. A orientação é definir manualmente a hora dos aparelhos. 

A alteração do dia 20 e a deste domingono ocorreram devido a duas mudanças. Em 2018, a data de início do horário  de verão passou do terceiro domingo de outubro para o primeiro domingo de novembro, justificando a alteração mais recente. O fim do horário de verão foi a causa da alteração no dia 20.

“Todas essas modificações impactam diretamente no Banco de Dados Global da Iana (em português, Autoridade para Atribuição de Números de Internet), que é utilizado por smartphones e dispositivos eletrônicos para garantir que você esteja sempre na hora certa, onde quer que esteja”, diz o post assinado pela equipe Android. 

O Google divulgou um passo a passo para orientar os usuários: "Entre no menu Configurações e procure o item chamado Sistema, depois, escolha “Data e Hora” ou algo similar (em alguns aparelhos talvez não seja necessário passar pelo menu Sistema). Desative as opções Data e hora automáticas e Fuso horário automático."

De acordo com a empresa, caso o telefone não sofra nenhuma alteração de horário em nenhuma das duas datas, isso significa que o aparelho já foi atualizado pelos fabricantes ou, então, que está seguindo as regras de rede da operadora. 

Neste domingo (3), a alteração deixou apreensivos estudantes que fazem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As provas começaram às 13h30. Os portões dos locais de prova abriram-se às 12h, no horário de Brasília, e foram fechados às 13h. Em post no Twitter, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse que "isso já está sanado, está tudo resolvido, e os horários estão mantidos.”

A mudança repercutiu nas redes sociais: “Saí de casa achando que tava na hora do Enem e descubro que minha hora estava errada e sai quase 1 hora mais cedo, voltei pra casa”, disse um usuário do Twitter. “Quase que eu saio de casa 10 horas de bobeira pra ir pro Enem. Famosa hora errada”, disse outro. 

Hoje, cerca de 5,1 mil estão inscritos para fazer o Enem. Os participantes fazem provas de redação, linguagens e ciências humanas. A aplicação do exame continua no próximo domingo (10), quando os candidatos farão provas de matemática e ciências da natureza.