Foto: Divulgação Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Andréa Laís comemora 10 anos de carreira em show no SESC Centro

No relicário das memórias da cantora Andréa Laís ainda estão vívidas as sensações daqueles dias de 2009. Acostumada a criar com sua voz doce uma atmosfera poética em sua comunidade de fé, a Igreja Batista Pinheiro, em Maceió, a menina acalentava um desejo íntimo de  alargar sua arte e sua musicalidade para outros territórios.

Em outubro daquele ano, quase que por acaso, Andréa foi amparada por um time da pesada de produtores e músicos alagoanos que reconheceram em sua voz uma potência inexplorada. Recebeu do músico Basílio Sé um convite de acompanhá-lo em um show. Pela primeira vez, Andréa subiu num palco com voz e peito abertos, pronta para absorver ao máximo daquela experiência. Havia encontrado um prazer enorme em cantar.

Dez anos depois de sua estreia, a cantora alagoana se prepara para um show em que celebrará mais do que uma década como operária da arte. Quem for ao Teatro Jofre Soares, no SESC Centro, no dia 26 de outubro, vai ter a oportunidade de participar de uma roda de amigos, onde se compartilha boa música e boas histórias, como aquelas que acontecem num fim de tarde de um verão ensolarado. Isso porque, nesse aniversário de vida de artista,  Andréa quer festejar também os encontros, as pessoas tantas que lhe atravessaram e que de alguma maneira marcaram sua trajetória.  Entre elas estão os músicos Basílio Sé, Arnaud Borges, Deyves e Júnior Almeida que farão participações especiais.

No repertório, as músicas do álbum Solar, lançado em 2017, e mais um punhado de canções que Andréa considera marcantes em sua carreira. “Vamos fazer um show mais intimista, como se estivéssemos na sala de casa. Quero conversar de perto com o público e falar um pouco de como essas canções chegaram até mim”, conta.
Com direção de Dinho Zampier, o show comemorativo de 10 anos de carreira faz parte da programação do SESC das Artes que, ao longo desse mês, levará ao palco do SESC Centro e do SESC Arapiraca performances artísticas protagonizadas por mulheres.

E não à toa a celebração será feita no Teatro Jofre Soares. No mapa dos inícios de Andréa, o SESC Centro tem lugar especial. Foi neste mesmo espaço que ela estreou com Basílio Sé em uma das noites das Quintas Musicais do SESC de 2009. Também foi por ali, nos estúdios e no palco do SESC, que foi aprendendo a ser artista e onde apresentou seus primeiros shows solo.

Entre caminhos e descaminhos como uma artista mulher independente, Andréa construiu nos últimos anos um currículo com shows que foram sucesso de crítica, premiações em festivais, um disco autoral, experimentações musicais com outros artistas e uma mudança de cidade. Hoje, a cantora de 26 anos mora em Salvador, na Bahia. Foi bebendo da água da arte baiana que a cantora se deu conta que quem lhe deu mesmo régua e compasso foi  Alagoas.

Desde que chegou à Bahia, Andréa reencontrou-se e fez as pazes com ritmos regionais como o coco de roda. Neste novo ciclo musical, a identidade alagoana não é tímida; vem encarnada no corpo e na sonoridade da artista, no sotaque marcado de sua voz doce e potente que ainda tem muito a dizer. “Eu me percebi mesmo como uma mulher alagoana quando saí e vim morar em Salvador. A Bahia tem me ensinado que o artista precisa estar conectada com o que há de mais autêntico e regional nas suas origens, e que não existem limites para as misturas sonoras e experimentações na arte. Desde que cheguei aqui entendi que não vão me deixar esquecer de onde eu vim”, celebra.

Serviço:
Andréa Laís - 10 anos de carreira
Data: 26 de outubro
Horário:17h
Local: Teatro Jofre  Soares, SESC Centro
Ingressos: Entrada gratuita. Doação opcional de 1kg de alimento não perecível