Maciel Rufino/CM Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Presidente da AMA, Hugo Wanderley

As ações de monitoramento de aproximação de manchas de óleo, através de sobrevoos com helicópteros do Ibama, Marinha e Governo do Estado continuam em todo o Estado e a AMA – Associação dos Municípios Alagoanos- continua acompanhando e orientando gestores e coordenadores municipais de defesa civil.

Mutirões de trabalho para remoção dos fragmentos  do setor de Educação Ambiental do IMA, trabalhadores contratados pelas prefeituras, Defesa Civil do Estado, reeducandos do sistema prisional alagoano ,servidores públicos, e voluntários já conseguiram retirar 430 toneladas de materialconsiderando óleo e areia contaminada. O trade turístico e o setor de construção civil participam com a doação de materiais de proteção Individual para o trabalho.

A AMA está em contato permanente com as Comdecs orientando sobre as ações de monitoramento e o envio de relatórios diários à Defesa Civil Estadual.

PLANLHA OPERAÇÃO LIORAL

A Partir de hoje a Defesa Civil Nacional também está enviando novos equipamentos que serão doados para ajudar as prefeituras no trabalho , agora permanente, de limpeza das praias. O material será distribuído conforme a necessidade informada nas planilhas.

O Ibama também está com uma aeronave (Aeronvave de Monitoramento – Poseidon) equipada com radar e sensores para tentar detectar óleo ainda no mar. A aeronave está em Pernambuco por causa da gravidade da situação, mas pode ser usada em Alagoas conforme a necessidade.

A Marinha, que atua como Coordenadora Operacional das ações previstas no Plano Nacional de Contingência está divulgando o telefone 185 para que aqueles que avistarem novas manchas possam contribuir na identificação de óleo. Através de um hot site criado a população pode acompanhar as ações: https://www.marinha.mil.br/manchasdeoleo e http://ibama.gov.br/notas/2047-manchas-de-oleo-no-litoral-do-nordeste.

*com informações assessoria de comuicação AMA