Agência Alagoas - Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Secretário Jardel Aderico

Sem se apresentar ao Ministério Público Estadual (MPE), o ex-secretário Jardel Aderico da Silva já é considerado foragido da Justiça diante do mandado de prisão preventiva expedido durante a operação Calvário. Jardel e outros envolvidos são apontados como os organizadores de um esquema que resultou no desvio de quase R$ 1 bilhão de reais dos cofres públicos. 

O ex-secretárioda da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência continua sendo procurado pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO). 

A Operação Calvário, no Estado da Paraíba, foi iniciada e tem por objetivo investigar e desarticular uma Organização Criminosa (Orcrim) que, por seus agentes e núcleos de atuação, foi responsável pela prática de atos de corrupção, lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos em contratos firmados com as unidades de saúde e educação deste Estado e cujos valores ultrapassam a barreira de R$ 1 bilhão de reais.

De acordo com o MPE da Paraíba, essa organização igualmente atuou em outros estados, a exemplo do Estado do Rio de Janeiro. Estão sendo procurados com mandado de prisão preventiva:  Ivan Burity de Almeida, Jardel Aderico da Silva e Eduardo Simões Coutinho.