Foto: Ascom POAL Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Viatura está custodiado e passará por outros exames.

A perícia realizada pelo Instituto de Criminalística de Alagoas (IC) na viatura da Guarda Municipal do Município de Campo Alegre, encontrou vestígios do pedreiro José Renildo Cassimiro da Silva, 26 anos, que desapareceu após abordagem de guardas municipais, no Distrito de Luziápolis, na última sexta-feira (4).

A informação foi confirmada pela Perícia Oficial do Estado de Alagoas (PO/AL) na noite desta quarta-feira (9).  O carro está custodiado no órgão e deverá passar por um exame para detectar sangue no seu interior.

De acordo com a perita criminal Maria Neuma de Oliveira Souza, responsável pelo exame pericial, todos esses materiais encontrados e que apresentam alguma ligação com o caso serão analisados no Laboratório Forense do Instituto de Criminalística

 Maria Neuma destacou que conseguiu recolher em uma estrada vicinal material biológico que pode ser sangue e estilhaços de vidros compatíveis com o da porta traseira da viatura da guarda que foi quebrada. A poucos metros desse mesmo local, também foi encontrada marcas de pneumáticos compatíveis com o pneu do veículo usado pelos guardas no dia do fato.

 Ainda segundo a perita, o veículo passou por uma higienização, antes de ser devolvido pelos guardas suspeitos para a guarda municipal de Campo Alegre. Mas, mesmo assim foi possível identificar manchas no estofado próximo a janela que está com o vidro quebrado.

 Diante de tantos vestígios, a viatura foi custodiada pelo IC e passará por um novo exame nesta quinta-feira na sede do Instituto de Criminalística.  A equipe irá utilizar um reagente conhecido popularmente como luminol e que foi produzido pelos peritos alagoanos para tentar detectar sangue e outros tipos de materiais biológicos em locais de crime.

 

*Com Informações Ascom POAL