Foto: MPE/AL - Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Militares já foram encaminhados para presídio militar.

Um cabo e um soldado da Polícia Militar de Alagoas (PM/AL) foram presos, nesta terça-feira (8), em Maceió. Os dois foram detidos em cumprimento a mandados de prisão temporário, decorrentes da Operação Expurgo, que investiga um grupo criminoso liderado por tenentes da PM envolvidos em assaltos e outros crimes.

A Operação Expurgo foi desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), em janeiro deste ano.

O cabo Marcelo Acioli Costa e o soldado Manoel Felipe Júnior são lotados no Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran). Segundo a acusação, eles integram uma quadrilha denominada “bonde dos tenentes”, acusada homicídios, de praticar assalto à mão armada, invadir residências para roubar e tráfico de drogas.

Ainda segundo as investigações, os acusados integravam um gripo no Whatsapp chamado “oi oi oi”.

Na primeira fase da Operação Expurgo foram presos outros militares envolvidos: o soldado Cyro da Vera Cruz Neto, também do BPTran; o tenente Tiago Da Silva Duarte, da 5ª Companhia Independente de Marechal Deodoro; tenente Wellington Aureliano da Silva, da 3ª Companhia Independente de Paripueira; o soldado Elton Diego Correia Vieira.

Além deles, outras cinco pessoas presas durante a operação, na época, foram denunciadas.

Segundo informações policiais, os dois militares presos nesta terça-feira já foram encaminhados para o presídio militar.

 

 Leia mais: Operação Expurgo: MP oferece denúncia e pede que tenentes presos percam a farda

Leia também: Mais um policial militar é preso durante operação Expurgo; outro PM ainda é procurado