Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Delegado Cayo Rodrigues, titular da Seção Especializada de Repressão a Roubo a Bancos

A Polícia Civil, por meio da Seção Especializada de Repressão a Roubo a Bancos, comandada pelo delegado Cayo Rodrigues, divulgou nessa manhã, o organograma da organização criminosa que foi interceptada quando se dirigia ao município de Girau do Ponciano para explodir agências bancárias.

CONFIRA ORGANOGRAMA DA QUADRILHA:

Sérgio Luiz de Souza (Juca)
Um dos líderes do grupo;
Foragido da Justiça;
Respondia a processos criminais por extorsão mediante sequestro, roubo majorado (duas vezes), tentativa de homicídio e tráfico de drogas (duas vezes).
Edvan Gomes da Silva (Bola ou Mago)
Um dos líderes do grupo;
Explosivista;
Quatro mandados de prisão em aberto;
Respondia a processos criminais por roubo majorado (cinco vezes), quadrilha ou bando, homicídio, tráfico, posse de arma, porte de arma e uso de documento falso.
José Humberto Brasileiro
Explosivista;
Respondia a processos criminais por roubo, tentativa de roubo majorado, formação de quadrilha, uso de documento falso e resistência.
Bruno Santiago (Bruno Cabeção)
Respondia a processos criminais por posse de arma, falsificação de documento, tentativa de homicídio qualificado, homicídio qualificado (três vezes), lesão corporal (Maria da Penha), posse de arma de uso restrito e formação de quadrilha (duas vezes).
Sílvio Ricardo Queiroz dos Santos
Respondia a processos criminais por posse/porte de arma de fogo de uso restrito (duas vezes), porte de arma de uso permitido, tentativa de homicídio qualificado, tráfico de drogas, formação de quadrilha, resistência e desobediência.
Juliano Araújo de Sá
Respondia a processos criminais por porte de arma e receptação.
Michel de Sousa Lima (Gordo)
Explosivista;
Respondia a processos criminais por roubo majorado, furto, porte de arma, receptação, falsificação de documento público e formação de quadrilha.
Raphael Oliveira Silva

Empresário em Campina Grande/PB, onde possuía vínculo com conhecidos assaltantes de banco.
Thalyson Jeyms de Moura Severiano (Apocalipse ou Palhaço)
Explosivista;
Respondia a processos criminais por roubo majorado (duas vezes), porte de arma (duas vezes) e receptação.
Raphael Maia Lins Salles
Respondia a processos criminais por roubo majorado, furto, porte de arma, receptação, falsificação de documento público, formação de quadrilha;
Foi preso durante a Operação Apocalipse.
Diego Pinto Biondi Vieira
Financiador da ORCRIM e LOGÍSTICA;
Responde a processos criminais por apropriação indébita, estelionato,
falsidade ideológica, associação criminosa;
Foi preso durante a Operação Apocalipse.