Foto: Carla Cleto Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Para se cadastrar como doador de medula óssea, basta doar 5 ml de sangue

Em alusão ao Dia Mundial do Doador de Medula Óssea, comemorado neste sábado (21), o Hemocentro de Alagoas (Hemoal) promove cadastro itinerante de doadores em dois pontos de Maceió. Das 8h às 12h, uma equipe multidisciplinar vai estar na Igreja Adventista da Jatiúca, localizada na Rua Santa Fernanda; já das 14h às 18h, a ação vai ocorrer no Corredor Vera Arruda, na orla da capital alagoana.

Por meio desta iniciativa, o Hemoal pretende aumentar o número de alagoanos cadastrados no Registro Nacional dos Doadores de Medula Óssea (Redome), que possui, atualmente, 52.703 pessoas inscritas. Isso porque, em razão da miscigenação brasileira, apenas um em cada 100 mil doadores será compatível com um paciente que necessita do transplante.

Os interessados em se cadastrar como doadores de medula óssea devem comparecer aos postos volantes neste sábado (21), munidos do CPF, carteira de identidade, além de informar o endereço residencial. Após preencher um formulário, o voluntário, que deve ter no mínimo 18 anos, doa cerca de 5 ml de sangue, cuja amostra será submetida a um exame laboratorial para obter um código genético.

Com este mapeamento, haverá um cruzamento com os dados do Cadastro de Receptores de Medula Óssea (Rereme), para averiguar se o voluntário é compatível com algum dos pacientes que necessitam de doação. Caso haja compatibilidade, o voluntário será convocado para realizar a doação e, posteriormente, haverá o transplante para o receptor.

A doação – No momento da doação, onde os custos são pagos pelo Ministério da Saúde (MS), o voluntário é submetido a uma punção na medula óssea, que não deve ser confundida com a coluna vertebral. “Com isso, será retirada uma quantidade de um líquido esponjoso, que, posteriormente, será utilizado para ser transplantado em um paciente portador de uma doença hematológica, a exemplo da leucemia”, explica a assistente social do Hemoal, Natasha Souza.

Postos Fixos – Além da ação itinerante deste sábado (21), os voluntários podem se cadastrar como doadores de medula óssea no Hemoal Trapiche, que funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h. O órgão abre também aos sábados, das 8h às 17h.

Já no interior, os voluntários devem se dirigir até o Hemoal Arapiraca, que funciona na Rua Geraldo Barbosa, no Centro de Arapiraca. O órgão funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30.

*com Assessoria