As consequências do aquecimento global e demais problemas ambientais que o mundo vem enfrentaram fizeram com que os projetistas abrissem os olhos para novas formas de moradia. Veja quais são os principais recursos ecologicamente corretos das casa de luxo!

O que deve mudar na construção de casas 

A mudança de postura têm que atingir a todos, entretanto, além da falta de informação, um dos maiores problemas é a falta de dinheiro para fazer tal investimento. Isso porque no caso das residências é necessário mudar a forma de abastecimento de água e de energia elétrica, bem como o descarte de resíduos, além dos materiais utilizados na construção e no mobiliário.

Material de construção ecologicamente correto 

Por essa razão que apenas as casas de luxo têm aderido à essa nova arquitetura. As casas modernas são fabricadas com materiais sustentáveis, como é o caso das madeiras de reflorestamento, a hidrocerâmica que suporta perfeitamente as mudanças climáticas e que além disso serve como um isolante térmico para o ambiente, por exemplo.

Além disso, as casas luxuosas contém equipamentos capazes de aproveitar melhor os recursos naturais. A waterbox é responsável por fazer o depósito da água proveniente da chuva para que seja utilizada nas descargas dos vasos sanitários, bem como da torneira da lavanderia, cozinha, e também para a higienização de áreas como os quintais e garagens.

Já as condomínio de luxo utilizam o ecotelhado branco que possui um revestimento térmico capaz de refletir a radiação solar, assim a residência não fica superaquecida, mas sim, com um temperatura mais amena, o que acaba por reduzir a necessidade do uso do aparelho de ar condicionado.

Uma outra vantagem desse tipo de telhado que é instalado no condomínio de casas de luxo é que eles são fabricados com materiais que evitam a proliferação de microorganismos como os fungos e bactérias.

A estrutura convencional também pode ser substituída por alternativas ecologicamente corretas, como ocorre nas casas de alto padrão em condomínio fechado que são fabricadas com tijolos ecológicos.

Diferentemente do outro modelo que são responsáveis pela emissão de gases poluentes, a nova versão é produzida a partir da mistura de água, cimento e terra que posteriormente passa pela prensa hidráulica para garantir o formato correto. Assim, as casas térreas modernas ficam mais resistentes e garantem um isolamento térmico e acústico.

Além da questão estrutural e mobiliária, também é possível pintar a casa com materiais menos agressivos ao meio ambiente, para isso é necessário trocar substituir a composição comum pela biodegradável. Elas são fabricadas a partir de pigmentos minerais, fosfogesso, limão e proteína de leite.

Essas mudanças de postura são benéficas não apenas para gerar menos impactos na natureza, como também para o seu bolso que apesar do investimento necessário, conseguirá sentir o custo-benefício com o passar do tempo devido a economia de recursos!