Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) aponta alta de 11,8% na construção de novas unidades e 16% na venda de imóveis.

 

 

2019 tem sido um ano de retomada para o setor imobiliário. Mas o aumento no número de negociações de casas e apartamentos é um fenômeno que vem animando investidores desde 2017. O mercado de imóveis de alto padrão em São Paulo, por exemplo, assistiu a uma alta de 142% em lançamentos entre 2017 e 2018, além de um aumento de 92% nas vendas desse tipo de apartamento segundo a análise anual do Secovi-SP.

 

Mercado vem retomando crescimento desde 2018

 

O bom momento experimentado pelo mercado continua no primeiro e segundo semestres de 2019 em que podem ser contabilizados o lançamento de 30.607 novas unidades, ou 11,8% a mais que no mesmo período do ano anterior, e os 32.813 imóveis vendidos, uma alta de 16% em relação a 2018. O levantamento do CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) aponta ainda que como mais imóveis foram vendidos do que lançados, o estoque (apartamentos na planta, em obras e recém-construídos) teve baixa de 8,7%, alcançando 111.055 imóveis. Isso significa que para escoar todo o estoque em 2018 seriam necessários 13,1 meses. Agora são necessários apenas 11,1 meses.

 

As boas notícias para quem quer investir na venda de apartamentos, podem ser acompanhadas de perto em regiões como a Sudeste, por sua exuberância econômica, e pelo Centro-Oeste, movido pelo agronegócio. As duas regiões são as grandes responsáveis pela alta de 2019. Além disso, desde 2017 (quando os dados para a pesquisa começaram a ser colhidos) o preço dos imóveis subiu 8% acima da inflação. “O preço do metro já passa a ser importante”, segundo José Carlos Martins, presidente do CBIC.

 

Previsão até o fim do ano é animadora

 

O crescimento até o fim de 2019 é especulado entre 10 a 15% nos números referentes ao lançamento de novas unidades e na venda de imóveis, comparando com os dados de 2018. Esse otimismo tem muito a ver com com a nova linha de crédito  imobiliário indexada ao IPCA, que devem chegar à cifra de R$ 10 bilhões, ou 10% dos financiamentos já previstos no ano.

 

Boas notícias para quem quer vender um imóvel

 

O mercado imobiliário segue sendo uma aposta rentável para quem quer investir o seu dinheiro. Segundo o Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis), 57% das vendas de imóveis efetuadas entre 2017 e 2018 aconteceram à vista, um dado importante para quem busca liquidez rápida. E se você tem um imóvel com a metragem alta à venda, é bom saber que a procura por imóveis de 100 e 200 m² aumentou.

 

Se você busca vender um apartamento, independente do seu tamanho, o ano é 2019. Com o mercado aquecido e os imóveis valorizados, as chances de você fazer um bom negócio são grandes. Na hora de colocar um preço para a sua casa ou apartamento, leve em consideração itens como localização, preço médio do metro quadrado no bairro, disposição da planta e número de dormitórios, banheiros e vagas na garagem. Hoje em dia, existem empresas capazes de calcular o valor justo para o seu imóvel. Tratam-se de uma boa alternativa aos achismos e critérios subjetivos que só atrapalham os negócios. De qualquer forma, boa sorte em sua venda e que 2019 continue trazendo muitos frutos para a economia do país e para a sua vida!