Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A pesquisa de preços sempre foi uma boa opção para o consumidor. Para reforçar essa prática o  Procon Maceió realizou, entre os dias 19 e 23 de agosto, uma pesquisa do preços de fraldas infantis e geriátricas em estabelecimentos da capital. O objetivo é incentivar as boas praticas e facilitar a vida do consumidor. 

A pesquisa aponta que um mesmo pacote de fraldas infantis pode custar 75% a mais de uma loja para outra. Já as fraldas geriátricas podem ultrapassar 80% do valor de uma loja para a outra. “Nunca é demais lembrar que no caso de fraldas geriátricas, alguns consumidores têm acesso gratuito por programas sociais”, disse o diretor-presidente do Procon Maceió, Leandro Almeida.

O órgão de fiscalização municipal orienta o consumidor a sempre realizar pesquisas antes de comprar qualquer produto ou contratar serviços. “Vale frisar também a necessidade de verificar a validade e exigir nota fiscal para evitar problemas e ter como reclamar se algo der errado, para isso o Procon Maceió possui canais de atendimento presencial e por telefone”, disse o gestor.

Denúncias e reclamações

Os consumidores podem ajudar nas fiscalizações do Procon Maceió. As denúncias podem ser realizadas com o envio de fotos e vídeos pelo WhatsApp (82) 98882-8326 ou e-mail atendimentoproconmaceio@gmail.com. Os maceioenses podem também entrar em contato por meio do telefone (82) 3315-3702 ou ser atendidos presencialmente na Rua Pedro Monteiro, nº 47, no Centro, ou nos núcleos do Centro Universitário Cesmac, na Rua Iris Alagoense, 458, no Farol, e na Faculdade Uninassau, na Rua Professor Sandoval Arroxelas, na Ponta Verde.

*Com assessoria