Foto: Cláudia Leite/ Ascom Semtel Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Instrutores do Teatro Deodoro contam a história do equipamento cultural

Conhecer a história de uma região, principalmente onde se vive, significa preservar e promover a cultura. Sabendo da importância do turismo e da pluralidade cultural da capital alagoana, a Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel), criou o Projeto Turismo do Saber, que visa despertar o interesse em crianças do ensino público, jovens assistidos por casas de passagem e profissionais da linha de frente do setor turístico em conhecer a história e os principais pontos turísticos do município.

Criado em 2016, o projeto também atua na sensibilização sobre a importância do turismo para desenvolvimento socioeconômico da cidade, da sustentabilidade e qualificação do setor. Desde a sua primeira edição, o projeto já atendeu mais de duas mil crianças e adolescentes de escolas da rede pública municipal, e dezenas de adolescentes e profissionais do segmento turístico.

As ações do projeto são divididas em três modalidades: Turismo do Saber na Escola, voltado para alunos da Rede Municipal de Ensino; Turismo do Saber Social, que trabalha com jovens assistidos por programas da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas); e Turismo do Saber Profissional, que atende aos profissionais do segmento turístico, entre empresas privadas e instituições públicas.

Para Ana Cecília Corado, coordenadora-geral do Turismo do Saber, as ações do projeto contribuem para o desenvolvimento do setor turístico e, sobretudo, dão oportunidade aos participantes de conhecerem um pouco mais sobre a capital. “O nosso propósito é despertar o interesse dos alunos e jovens por meio da sensibilização turística que reforça a necessidade de conhecer a história local, seus equipamentos culturais e principais pontos turísticos, mostrando o potencial de Maceió e as oportunidades do segmento. Além disso, a proposta também é qualificar os profissionais que atuam diretamente com os turistas, por meio de palestras e oficinas”, afirmou.

A comunidade escolar também comemora as ações do Projeto. “Proporcionar essas vivências aos estudantes complementa o ensino realizado na escola, desperta a curiosidade e mostra as oportunidades do setor. Principalmente por se tratar de crianças carentes, que em sua maioria moram distantes dos principais pontos turísticos da cidade, e muitas vezes sequer conheciam um museu, um teatro, o mar. É bastante enriquecedor”, afirmou a diretora da escola Edécio Lopes, Rosimeire Rodrigues, participante de uma das edições do projeto no mês de agosto.

As atividades do projeto são mensais e contam com programações alternadas entre as escolas atendidas. Todos os roteiros seguem o horário escolar e contam com programações culturais, como o passeio de VLT, visita ao bairro de Jaraguá, Museu Palácio Floriano Peixoto, Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos e Teatro Deodoro.

O secretário de Turismo, Esporte e Lazer, Jair Galvão, explica que o avanço do Turismo do Saber é fundamental para estimular o desenvolvimento do segmento e aproximar os estudantes do potencial turístico da região. “Nosso empenho é para despertar, entre outros pontos, a importância do turismo e contribuir para o desenvolvimento desses estudantes, jovens e profissionais. Essa é a intenção e estamos certos de que está sendo alcançada”, pontuou o secretário.

Além da Semtel e das secretarias municipais de Educação (Semed) e Assistência Social (Semas), o projeto conta ainda com o apoio de diversas instituições e estabelecimentos da cidade como Sesc, Senac, Luck Receptivo, Ciee, Parque Shopping, Cinesystem, Sindhal, Abih, Abrasel, LBV, CBTU, Jatiúca Hotel e Resort, Misa, Teatro Deodoro, Museu Palácio Floriano Peixoto e Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos.

Turismo do Saber na Escola

Nesta modalidade, os alunos da rede pública participam de passeios e visitas acompanhados por um guia profissional de turismo, quando conhecem os principais atrativos da cidade, bem como aprendem sobre a história e a cultura local. Durante as visitas, eles também são orientados pela equipe da Semtel sobre a importância do turismo e as possibilidades profissionais que o segmento oferece. Os passeios são divididos em rotas estratégicas como roteiro orla, roteiro Graciliano e o roteiro Floriano Peixoto.

Ao final do passeio, os estudantes são convidados a criar uma frase sobre a experiência que vivenciaram e descrever um pouco do que o turismo representa para a cidade. No final do calendário anual do projeto, a coordenação do Turismo do Saber elege as melhores frases elaboradas e cria uma enquete virtual com votação aberta. Os autores das três frases com o maior número de votos recebem prêmios oferecidos por parceiros do projeto – um notebook, uma diária em um hotel da cidade, e um passeio por atrativos turísticos locais.

Turismo do Saber Profissional

Voltado aos profissionais que atuam diretamente com os turistas, a proposta desta modalidade é oferecer capacitações, abordando temas como os principais pontos turísticos da cidade e os diversos atrativos que a capital possui, como o artesanato e a gastronomia. Desse modo, contribui com a excelência profissional para oferecer uma melhor experiência ao turista na cidade. Entram também na lista informações sobre o funcionamento dos Centros de Atendimento aos Turistas (CATs) e equipamentos públicos, telefones úteis e a principal ferramenta de divulgação do destino voltada às redes sociais, o projeto Experimente Maceió.

Turismo do Saber Social

Com uma proposta de inclusão social, por meio de sensibilizações turísticas, o Turismo do Saber Social também conta com palestras e passeios pelos atrativos da cidade, além de cursos profissionalizantes e oportunidades de trabalho ofertados por importantes parceiros do projeto, como o Senac e o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE).