Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Com a presença do Prefeito Oliveiros; Procurador do Município; Secretária Municipal de Saúde - Sra. Valdice e Secretária Municipal de Administração - Sra. Guaíra e os agentes de saúde e endemias. Foi realizado reunião na Terça (20), no Salão de Festas dos Idosos, para resolver o impasse criado pelo prefeito Oliveiros, em não pagar o piso salarial estabelecido pelo Governo Federal de R$ 1.250,00. Mais os complementos de 20% de insalubridade e mais 10% por tempo de serviço.


Segundo fontes, o Prefeito Oliveiros, alega não ter  recursos para pagar os agentes e ofereceu aumento de 4% (Quatro por Cento), aos servidores da saúde que de pronto foi negado a proposta. Os servidores lembraram ao Prefeito, que esse aumento e o recurso e vinculado ao Governo Federal, através do Ministério da Saúde em uma conta específica do município. Por esta razão não existe explicação nenhuma do argumento falso que a prefeitura não tem recursos para pagar os servidores da saúde.

A única explicação lógica é que o Prefeito desviou este recursos para usar de outras formas que seja alheia a saúde do município. Comentou a fonte.


O mais agravante que deve deixar a saúde de Igaci na UTI, é que os agentes de saúde e de endemias estão trabalhando, porém não estão entregando a produção na secretaria de saúde, para enviar ao Ministério da Saúde, para poder liberar o repasse para a prefeitura. Segundo protocolo do Ministério da Saúde, só libera os recursos quando enviado a produção do mês.


Como o Prefeito Oliveiros, nega a pagar o piso salarial aos agentes de saúde, que a Lei determina e o Governo Federal repassa. A forma eficaz dos agentes de saúde e endemias encontrou, foi não repassar os dados da produção diária a secretaria de saúde, como forma de repúdio a mais um desmando e falta de responsabilidade do Prefeito Oliveiros para com a saúde da população. Principalmente as famílias mais carentes.


Seguindo o protocolo do Ministério da Saúde, o repasse deste mês de Agosto, deve ser bloqueado e só deve voltar a normalidade, quando a chamada produção dos agentes sejam enviados. Partindo deste fato, a saúde de Igací deve parar por tempo indeterminado até o Prefeito Oliveiros resolver pagar os servidores.

Relembre o caso da Dama de Ferro:

https://serjao.blog/artigo/dama-de-ferro-manda-prefeito-obedece-e-igaci-padece

Fonte: saude.gov.br

Os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate a Endemias (ACE) são trabalhadores importantes dentro do Sistema Único de Saúde. Ambos trabalham com a comunidade da área, do bairro, da cidade ou da região rural para facilitar o acesso da população à saúde e prevenir doenças. O piso salarial profissional nacional dos ACS e ACE é o valor contratual mínimo de R$ 1.250,00 (mil duzentos e cinquenta reais) mensais de salário.