Vinícius Firmino/Ascom Assembleia/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Plenário da ALE

Os deputados estaduais aprovaram, em segunda votação, nesta terça-feira (20), o projeto de lei concedendo reajuste de 12%, em três parcelas, nos subsídios de policiais e bombeiros militares. A matéria, de origem governamental, agora segue para sanção do governador Renan Filho (MDB).

O PL encaminhado em julho passado ao Poder Legislativo foi aprovado por unanimidade, em primeira votação, na semana passada. Conforme a mensagem, o reajuste - sem prejuízo da revisão anual -, será aplicado da seguinte forma: 5% no dia 1º de novembro deste ano; 5% em 1º de novembro de 2020; e 2% no dia 1º de junho de 2021.

Em maio de 2018, os militares aceitaram a proposta do governo de reajuste salarial de 12% parcelados em três vezes, e encerraram uma mobilização que durou pouco mais de 40 diasOutros projetos relacionados ao acordo com a categoria ainda estão em tramitação na Casa, a exemplo da matéria que define verbas de caráter indenizatório, cargos e funções e do PL atualizando os valores pagos a título de funções gratificadas.