Cortesia Ascom ALE Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Emocionada e conclamando os poderes constituídos e toda a sociedade para, de mãos dadas, erradicar a desnutrição infantil e suas consequências no estado. Foi dessa forma que a pernambucana Telma Toledo, nutricionista, doutora em Ciências Endocrinológicas e coordenadora do Centro de Recuperação e Educação Nutricional (CREN), recebeu o Título Cidadã Honorária do Estado de Alagoas nesta segunda-feira (19), em sessão solene na Assembleia Legislativa, alusiva também aos 12 anos do CREN.

Telma Toledo é especialista em Fisiologia do Exercício pela Universidade Federal de São Paulo, tem mestrado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e doutorado em Ciências Endocrinológicas pela Universidade Federal de São Paulo. O Centro idealizado por ela serve em média 13 mil refeições mensais e, em 12 anos, já resgatou cerca de 25 mil crianças da desnutrição infantil, agindo também no enfrentamento às causas e consequências, físicas e emocionais, desta desnutrição.

Propositora da sessão, que foi conduzida pelo presidente da Casa, deputado Marcelo Victor, a deputada Jó Pereira destacou o trabalho da homenageada em Maceió, aonde a desnutrição crônica chega a 30% nos bolsões de pobreza. “Somos gratos por você, querida Telma, reservar para nossa Alagoas, o melhor de um ser, o amor. Obrigada por não deixar de dar vida ao grito por justiça social de seu coração... Com mais Telmas Marias, através desse amor de apoio concreto e complementar ao amor de Manuelas, Antonias, Josefas, Josés, Manoéis, pais e mães que lutam pelos seus filhos, pelo futuro deles, só precisam de apoios como o do CREN. Esses filhos acolhidos pela Maria do CREN, a nossa doutora Telma, vemos que é possível”, disse Jó.

A parlamentar aproveitou a oportunidade para lembrar que, em uma década e meia de existência, nenhum projeto do Fundo Especial de Combate à Extrema Pobreza (Fecoep) foi destinado a uma comunidade evidentemente de extrema pobreza, com ações globais, de resgate dessas pessoas.

“Com orgulho de seu trabalho, doutora Telma, posso afirmar que o seu CREN, desde sua concepção, até hoje, tem esse foco, apenas não foi complementado por esforços do Estado, e aqui falo Estado como poder público, pois todos os atores públicos poderiam auxiliar com ações, prioridade e planejamento, o resgate de toda a comunidade da extrema pobreza. O CREN, a Telma e equipe, vocês fazem toda a diferença na vida de centenas de crianças na comunidade e também você Telma, auxiliada, espalha esperanças em milhares de crianças em nossa Alagoas através de suas orientações, de sua capacidade, de sua articulação, de seu amor a elas... Obrigada doutora Telma, de um coração que tão bem representa, com louvor, o objetivo de uma política pública de Estado, a do Fecoep, o combate à extrema pobreza. Seu amor fez, faz e continuará fazendo a diferença. Afinal, você guardou para Alagoas o melhor de você, o amor. Parabéns e muito obrigada”, concluiu a deputada. 

Durante fala de Jó foi exibida no telão uma reportagem do programa “Como será?”, da TV Globo, sobre o trabalho realizado no Centro e, em seguida, a homenageada, o marido e os filhos receberam um abraço coletivo de algumas das crianças do Conjunto Denisson Menezes, todas atendidas pelo CREN. 

Agradecimento e chamamento

Ao receber a homenagem das mãos da parlamentar, Telma Toledo fez um resumo de sua trajetória acadêmica, profissional e pessoal e da história do Centro, agradecendo a cada um dos apoios recebidos ao longo do caminho. "Convoco a todos os presentes para um desafio: nos ajudar a tratar as crianças que vivem em extrema pobreza na Favela Sururu de Capote. Acreditem, é desumano', frisou.

Em seguida, discursaram o diretor da Faculdade de Nutrição da Ufal, professor João Araújo Barros Neto, a nutricionista Revilane de Alencar Brito, em nome de toda a equipe do Centro, e representando as mães e famílias atendidas, Maria Aparecida Marques dos Santos, mãe de três filhos, tendo os dois primeiros sofrido com a desnutrição, reforçou - em um emocionado depoimento - a importância que a ONG teve e tem na vida de sua família.

Jaciele Macário, de 12 anos, falou sobre sua experiência no CREN, resumindo a diferença resultante do atendimento recebido lá: "Tia Telma, obrigada por mudar as nossas vidas".

Ao final da cerimônia, da qual participaram também as deputadas Ângela Garrote e Fátima Canuto e o ex-presidente da ALE e hoje conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Fernando Toledo, entre outras autoridades, um coquetel foi servido no salão anexo ao plenário. 

Sobre o CREN

Construído em agosto de 2007, em parceria com o BNDES, o CREN é uma unidade funcional da Associação de Combate à Desnutrição (Nutrir) e atua em 24 favelas da capital para combater a desnutrição infantil, com ações voltadas diretamente para as crianças, de 0 a 6 anos, e suas famílias. 

A sede do Centro, localizado no conjunto Denisson Menezes, conta com cinco salas de aula (do berçário a pré-escola) e uma gama de profissionais, entre professores, pedagogos, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais e médicos, para atender às crianças e suas famílias, principalmente as mães.

Além da atuação multiprofissional (nutricional, educacional e emocional) junto às crianças, o Cren funciona como um espaço de pesquisa e desenvolvimento de metodologias de atendimento, com a participação de alunos, professores e pesquisadores de várias universidades do país.

Telma Toledo é especialista em Fisiologia do Exercício pela Universidade Federal de São Paulo, tem mestrado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e doutorado em Ciências Endocrinológicas pela Universidade Federal de São Paulo.