Divulgação Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Durante um ato realizado na manhã deste sábado, o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos de Alagoas (Sintect-AL) protestou contra a privatização da estatal no Calçadão do Comércio, do Centro de Maceió.

A ação foi realizada após o Presidente da República, Jair Bolsonaro, dizer no início do mês de agosto que a privatização dos Correios é um dos planos do governo.

Os manifestantes distribuíram panfletos e usaram carro de som para chamar a atenção das pessoas que ali passavam. Além disso, também foi feito um abaixo-assinado, que será encaminhado ao Congresso Nacional para pedir aos parlamentares que barrem o projeto de privatização. O objetivo é que 5 milhões de assinaturas em todo o Brasil sejam coletadas. 

Anteriormente, o Sintect-AL iniciou a semana colhendo assinaturas no Centro Educacional de Pesquisa Aplicada (CEPA) e na Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e, além disso, pretende ir ao interior do estado na próxima semana para prosseguir com o ato.