Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Há algum tempo a Disney vem investindo em versões Live Action de suas clássicas animações. Já tivemos "A Bela e a Fera" (2017), "Dumbo" (2019), "O Rei Leão" (2019) e agora "Aladdin" (2019).

Quando as primeiras imagens surgiram a internet caiu em cima da versão humanizada do gênio da lâmpada interpretado pelo astro Will Smith, e logo o sinal de alerta foi acionado.
Após a estreia nos cinemas o público teve uma recepção morna ao longa de fantasia. Nenhuma crítica voraz, tampouco elogios rasgados. Com isso, "Aladdin" acabou gerando o pior dos sentimentos: indiferença.

Ciente disso fui conferir e de fato o filme soa inofensivo, levemente divertido e nada memorável.
A direção é de Guy Ritchie ("Snatch - Porcos e Diamantes"), que gosta de alguns truques de câmera, edição ágil e imagens aceleradas.
O roteiro não tem grandes inovações e segue a fábula do jovem Aladdin, um pobre rapaz que vive na malandragem de pequenos furtos até conhecer a bela princesa Jasmine, disfarçada de plebeia para ver com os próprios olhos a vida além das paredes do castelo do rei.
Enquanto isso, o vilão Jafar procura  uma boa alma para cumprir o desafio de resgatar a lâmpada mágica da perigosa caverna protegida por feitiçaria.

Mena Massoud foi escolhido para protagonizar a história e desempenha o papel com competência. A caracterização ficou boa, apesar do cabelo esquisito. Naomi Scott encaixou bem como a Princesa Jasmine, alternando doçura e um personalidade forte, disposta a ser mais do que sorrisos e suspiros.
Marwan Kenzari faz um Jafar mais raivoso e menos dissimulado, e talvez por isso, tenha desagradado parte dos espectadores.
Já o gênio de Will Smith não incomodou, apesar da insistência em mostrá-lo em sua forma humana. (Certamente uma cláusula irrevogável do contrato do ator.)

Os efeitos especiais são bem dignos, mas senti que faltou o tom lúdico que a história pedia. Os números musicais me soaram deslocados, pouco orgânicos com o roteiro e muito modernizados.

Como falei no início, "Aladdin" não fracassa, mas não realiza o desejo de ser um grande filme.

7.0

*Instagram para Contato: resenha100nota