Montagem/Internet Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Renan Calheiros e Deltan Dallagnol

Conforme novos trechos de conversas publicados pelo site The Intercept Brasil, o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato em Curitiba, e seus colegas da força-tarefa se parabenizaram pelo papel que tiveram na derrota de Renan Calheiros (MDB) na eleição para a presidência do Senado.

Segundo o material divulgado nesta segunda-feira (12), no dia 2 de fevereiro deste ano, no grupo “Filhos de Januario 3”, no Telegram, o procurador Vladimir Aras diz a Deltan: “Parabéns, você ajudou a derrubar Renan”.

“Nós todos. Era a coisa certa a fazer”, responde o coordenador da Lava Jato.

Aras também informa que o ministro Sérgio Moro ficou feliz com a notícia.

Em outro trecho da conversa, antes do resultado da eleição, Deltan diz que, se Renan perder e tiver “virada histórica”, é graças “a nossa equipe e a muitos brasileiros corajosos que tomaram postura...”.

Em março deste ano, Calheiros registrou, no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), uma reclamação contra Deltan, em razão de alguns posicionamentos públicos do procurador - a exemplo da defesa do voto aberto para a presidência do Senado - que, segundo o senador, teriam prejudicado sua campanha.

Na semana passada, em um aditamento, Calheiros pediu que CNMP afaste cautelarmente o procurador de suas funções.

Segundo Deltan, suas manifestações foram apartidárias e em apoio ao combate à corrupção.

Reação

No final desta tarde, Calheiros disse, em sua conta no Twitter, que antes mesmo de conhecer o novo conteúdo divulgado pelo The Intercept já havia representado contra Deltan no CNMP, "por comprovada militância política".

"É mais uma maçã apodrecendo no colo do MP. Cadê o CNMP?", postou.